segunda-feira, 24 de agosto de 2020

Barrocas: Em entrevista, Padre José Adelson comenta a chegada na Paróquia São João Batista: "Um povo que é acolhedor"

Reprodução: Paróquia São João Batista

Após a celebração da Santa Missa, na noite da quinta-feira (20), conversamos com o Padre José Adelson do Nascimento, 43 anos, natural do município de Paripiranga, localizado na divisa da Bahia com o Estado de Sergipe, que recentemente assumiu a Paróquia São João Batista em Barrocas. Humilde e atencioso, o novo padre comentou sobre a transferência de paróquia e como foi a recepção na nova cidade. Ele falou com entusiamo sobre suas duas primeiras semanas à frente da igreja e disse que os fies barroquenses já demonstraram que são um povo acolhedor e que abraçam a missão junto com o padre. Leia a entrevista concedida à repórter Ana Clara Santos.

JANV: Gostaríamos que falasse sobre você, quem é Padre José Adelson?

R: "O padre José Adelson na verdade é um padre simples, como diz o próprio povo. Gosto de estar em meio ao povo, enfrentar a realidade, gosto de rezar pelo povo e também ganhar as orações. Sou um padre que vive a missão na medida do possível como essa doação que é feita a partir do nosso testemunho, a partir do nosso sim naquele dia da ordenação."

JANV: Após a sua chegada, qual foi a sensação de celebrar a sua primeira missa com os fiéis do município?

R:"É uma sensação diferente de cada Paróquia quando a gente é mudado, porque é tudo novo, tudo muito estranho, é uma novidade sempre, e aí a gente fica com expectativas principalmente este ano por conta da pandemia, foi tudo muito difícil, igreja vazia, mas uma expectativa de uma caminhada nesta paróquia."

JANV: Barrocas é considerada uma cidade muito acolhedora, você tem sentido esse carinho por parte dos barroquenses?

R: "Duas semanas que estou aqui na Paróquia e com certeza já tenho percebido isso, mesmo em tempo de pandemia. Um povo que é acolhedor, está dedicado a dizer; vamos fazer essa missão com o Padre, vamos abraçar essa missão junto com o pároco, e assim poder viver este reino de Deus que acontece através do nosso querer e da nossa ajuda.".

JANV: Ao longo dos anos sendo pároco em diversos municípios, qual foi o seu principal aprendizado? 

R: "Sempre a gente vai aprendendo porque é próprio, mas acredito um dos maiores aprendizado é ser humano. É isso que a gente aprende junto com o povo, ser mais humano e precisamos disso."

JANV: Por fim, qual a mensagem para os barroquenses, em especial a comunidade católica?

R: "Uma mensagem de otimismo e esperança, mas acima de tudo mesmo em meio às tristezas da vida um mensagem de alegria, essa alegria que o cristo transmite a nós, e nos convida a viver nesta peregrinação terrena.".

Com a pandemia do coronavírus as missas em Barrocas acontecem em dias fixos, sempre nas quinta-feira às 19h e aos domingo em dois horários, às 9h e 19h. Em respeito ao decreto, a participação na missa é por agendamento na Secretaria da Paroquial. Antes de adentrar a Igreja, é aferida a temperatura, disponibilizado álcool gel para higienização das mãos e nos bancos há uma marcação com o distanciamento recomendado entre as pessoas.

Da Redação: Por Ana Clara Santos - Colaborou Victor Santos

Sem comentários:

Publicar um comentário