terça-feira, 11 de agosto de 2020

QUADRO PROFISSÕES COM A FEIRANTE DONA BINHA

Foto: Victor Santos
Há 20 anos na Feira Livre, a baiana Maria Aguida dos Santos de Jesus, ou Dona Binha, como é popularmente conhecida, aos 73 anos de idade, ainda mostra bastante disposição na atividade de feirante em um dos boxes do Centro de Abastecimento do pacato município de Barrocas no Território do Sisal da Bahia. 

Dona Binha já enfrentou o árduo motor de sisal, vendeu doces em uma banca, foi proprietária de uma barraca no mercado municipal e por muitos anos limpou e vendeu fato na feira livre, este, o último ofício antes de entrar no ramo de verdureira ao lado do esposo Sr. Fernando, com o qual divide as responsabilidade do boxe. 

A barroquense que é mãe, avó e bisavó, guarda com carinho cada nome e lembranças da família que ao lado do Sr. Fernando, constituiu e sustentou com ajuda da venda das frutas, verdura e legumes. Numa rápida conversa durante a organização da banca, afirmou que enquanto tiver força e disposição, continuará firme como feirante, oficio que lida diretamente com o alimento que vai a mesa dos barroquenses.

Um exemplo de força de vontade e dignidade. Foto: Victor Santos
A rotina é pesada, cansativa e exige disposição para acordar cedo e enfrentar um longo dia em pé. Mesmo com as limitações da idade, que obriga diminuir o ritmo constante de movimentar pesadas caixas de frutas e sacos com verduras, atividades que fazia com facilidade lá entre 1999 e 2000, quando iniciou na profissão, com tudo Dona Binha segue motivada e garante que não tem pretensão nenhuma de deixar a atividade que dedicou quase um terço da sua vida. 
Da Redação - Por Victor Santos

Sem comentários:

Publicar um comentário