sexta-feira, 3 de julho de 2015


Milhares de litros de água vazaram da rede da Embasa no Alto da porteira


Um motorista que passava pelo Povoado de Alto da Porteira, Zona Rural de Barrocas na manhã da quinta-feira (2) registrou um grande volume de água sendo desperdiçada em virtude do rompimento de um cano da rede de distribuição da Embasa.


Moradores contaram que o vazamento ocorreu durante toda a noite e a madrugada; "Eles dizerem que só não avisamos porque não tínhamos o número do telefone do pessoal da Embasa, foi muita água que vazou".


Em contato com o jovem Marcílio Oliveira que coordena um projeto Social na comunidade ele nos informou na tarde desta sexta-feira, que o vazamento ainda não foi controlado. 

@ Nossa Voz - Participação Popular

Muay Thai: Victor Santos volta ao ringue neste final de semana

Com três títulos importantes no currículo, (Copa Bahia de Muay Thai, Copa Sparta e Explosion talents) o barroquense Victor Santos, 19 anos, viaja neste final de semana para competir no Campeonato Baiano de Muay Thai na cidade de São Feliz distante 244km do município de Barrocas. 


Lutando na categoria até 63, 500 kg pela academia Gladiadores, o barroquense fará o seu ultimo treino nesta sexta-feira (3); “minha preparação encerra hoje, faço um treino junto com meus colegas aqui em Barrocas, em seguida vou para Serrinha treinar na academia de Dony Matos para finalizar meus treinos”. Diz o jovem atleta que dedica parte do tempo a um trabalho social realizado em escolas da rede municipal em parceria com Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e Secretaria de Assistência Social.

Sobre a luta Victor reconhece a dificuldade, mas se mostrou confiante “Sinto que estou bem melhor que minha ultima luta, mesmo sem conhecer meu adversário tenho focado bastante nos treinos e em outra estratégia que montei ao lado dos meus treinadores”. A pesagem acontece em São Felix no próximo sábado. A luta será no Ginásio de Esporte Cândido dos Santos a partir das 9:00h da manhã do domingo (5).

Além do barroquense, o atleta Tiago Duarte que mora em Serrinha, mas defende o município de Barrocas, também vai para São Félix onde subirá no Ring pela segunda vez. 

O barroquense conta com apoio da Prefeitura Municipal de Barrocas através da Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Lazer, apoio do vereador Kekeu de Dãozinho e patrocínio da TR Design, Academia B12, Loja Nordeste, Matheus Material para Construção e Posto Avenida.


@ Nossa Voz Esportes

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Quando será? Já estamos em julho e a população ainda espera pelas inaugurações da Pró Infância e da Unidade de Saúde do Bairro do Cedro


A Pró Infância iniciada em 29/12/2010 e a Unidade de Saúde do bairro do Cedro em 15/07/2013, conforme placas afixadas no locais, são obras públicas que depois de muito tempo aparentam estarem prontas, mas não são inauguradas e nem começam a funcionar. 



Recentemente a Secretaria Municipal de Educação, Ana Clécia Queiroz comunicou a abertura das matriculas da Creche Pró Infância [ver aqui] através do Blog @ Nossa Voz, através de uma nota, informava aos pais, mães e responsáveis a data da abertura. Na mesma nota disse que as aulas iniciarão após o recesso junino, no caso, a partir da segunda-feira 6 de julho [tomara]. Na tarde desta quarta-feira (1) alguns homens trabalhavam na parte externa instalando uma viga próximo ao circuito elétrico na unidade. 

Resta saber se a Creche tem energia, luz e água para receber as crianças que foram matriculadas e se conforme anunciado na mídia, vai realmente funcionar a partir do recesso. 



No bairro do Cedro, uma obra orçada em quase R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) aguarda também ser entregue a população, surgiram comentários que ela estava praticamente pronta, aguardando a vinda de autoridades estaduais para a cerimônia de inauguração, diante disso passaram-se vários dias e ninguém comenta ou especula uma data exata para que a Unidade de Saúde do Bairro do Cedro possa começar a funcionar. Quando Será?


Ronda @ Nossa Voz

Baterista e vocalista Sidnei Santos fala sobre maratona de shows no São João



Musico desde os 13 anos, o barroquense Sidnei Santos Oliveira, 38 anos, conhecido como Sid Batera, morador do bairro da Santa Rosa, além de cantor no Grupo Vaguinho e Cia é baterista da Banda Mel 100 Pimenta. Neste São João precisou se virar nos trinta para da conta do recado, os ensaios e escolha do repertório começaram dois meses antes do período junino. Participando de duas bandas fez mais de 20 shows pela região.

Sidnei recebeu a equipe do JNV em sua casa e falou da correria do período junino, alem de destacar como foi sua relação com colegas de trabalho e o publico que animou nos diversos lugares que passou. Com shows em varias cidades não foi fácil conciliar a agenda da banda e do grupo sem deixar de cumprir com outros compromissos; “As vezes saia de casa 5 horas da tarde, retornava as 7h da manhã do outro dia, algumas vezes ia para os shows com minha moto enfrentando todo tipo de perigo”. Contou. 

Sua agenda contou com shows em Barrocas, Mairi, Lamarão, Biritinga, C. do Coité (Bandiaçu), Euclides da Cunha e Teofilândia. Pelo grupo barroquense que canta há quase 20 anos, o ‘Vaguinho e Cia’ cantou em 10 shows animando o publico com um repertório diversificado do forró. Na banda coiteense, Mel 100 Pimenta, Sid integrante há três anos tocou seu instrumento favorito, a bateria, ao lado dos amigos fez mais de 10 shows tocando clássicos de Luiz Gonzaga, Alcimar Monteiro, Flávio José e Alceu Valença. 

Ficar longe da família, amigos e esporte foi um dos grandes desafios encontrados pelo músico “A gente sai de casa e não sabe se volta, mas sempre peço a Deus proteção”. De volta a sua rotina contou a nossa equipe que mesmo passando noites tocando se preocupava com a alimentação “eu me cuidava, tem que comer bem pra conseguir manter o ritmo”. Com a normalidade dos shows, ele está de volta aos campos, uma das suas paixões, e comemora sua boa atuação após um longo período afastado do esporte por conta do período cansativo de viagens; “Fiquei longe por um tempo, mas voltei marcando um golaço de bicicleta em um campo da cidade de Serrinha”. Diz. 

Em sua casa descansando aproveita para ver filmes e relembrar os bons momentos da sua trajetória. Nas duas bandas que toca comemora o bom relacionamento, dos companheiros e fãs; “Todo pessoal é muito gente boa, estou aprendendo muita coisa, só tenho a agradecer a Deus por tudo, porque por onde chegamos somos bem recebidos pelas pessoas que acompanham nosso trabalho, que não muitas”. 


“Tocar bateria pra mim é uma terapia”, destacou o músico que usa seu instrumento para cuidar de sua saúde; “a medica disse pra eu não parar de tocar que me fazia bem, eu já tocava muito sem a recomendação, imagine agora” brincou. Um das suas vontades como musico é se apresentar com a Banda Mel 100 Pimenta em sua terra natal, Barrocas.


@ Nossa Voz - Da Redação - Por Victor Santos

terça-feira, 30 de junho de 2015

Cena rara, Carro de Boi cruzou o município de Barrocas na manhã desta terça-feira


Uma cena rara nos 'dias de hoje' foi registrada na manhã desta terça-feira (30), chovia, a estrada estava cheia de lama, e nesse ambiente cortando tudo sem dificuldade surge uma antigo carro de boi que partiu cedo da Fazenda Alagadiço.  

O carro de boi, um dos símbolos do nordeste, bastante usado como meio de transporte no passado, em Barrocas destaca-se a construção da Igreja Matriz, para a qual grandes pedras foram transportados nele e até o antigo cruzeiro de madeira, como o nome já diz, é um tipo de carroça tracionada por bois.

Quem 'comandava' a tradicional junta de bois (6 animais) era o senhor Miguel Martins de Queiroz, 35 anos, conhecido como Marcinho, morador da Fazenda Alagadiço, zona rural do município de Barrocas, ao lado do seu filho, um primo e um outro ajudante deixou sua residência na manhã desta terça-feira (30) destino ao povoado de Boa União, para colher capim para plantar e dar de comer aos próprios animais. No carro de boi serão carregado mais de 1.500kg de capim. 

O carro de ontem entre os carros de hoje
Do local de partida ao povoado de Boa União o grupo percorreu 12km, esta não é a primeira vez que este trajeto é feito; “leva mais ou menos 3 horas pra ir e voltar, fora o tempo para pegarmos o capim, arrumar e botar em cima do carro” relatou o agricultor. A madeira das duas rodas, canga dos bois e plataforma do carro vem da arvore sucupira, trazida pelo senhor Miguelzinho do Alagadiço da cidade de Biritinga distante 43km de Barrocas. 

Marcinho lembra que a tradição de utilizar o carro de boi dentro da família começou com seu pai a mais de 50 anos; “Meu pai Miguelzinho do Alagadiço tem esse carro de boi faz tempo, mais de 50 anos. Naquela época o meio de transporte era o carro de boi e depois vinha a carroça”. Questionado qual a possibilidade de trocar o carro de boi por uma carroça, respondeu “troco não, prefiro o carro de boi do que a carroça” declarou sem titubear. 



São seis bois puxando o carro, os animais seguem a voz de Marcinho, para conduzir o carro de boi não é simples, é preciso de técnica e muita habilidade com a voz, os dois primeiros bois da frente guiam os demais fazem as curvas e retornos, os do meio são de força e equilibram o peso, os dois mais próximo do carro fazem a parte de maior força e ao comando do dono freiam todo conjunto.

Em Barrocas o carreiro afirma que são poucas as unidades em utilização “São umas 5 pessoas que tem, delas uma ta parado, as outras usam”. O carro da família é usado também para carregar outras coisas “levamos lenha de dentro do roçado com o carro, pois suporta muito mais peso”, garantiu.



Ver uma cena dessas está cada vez mais difícil então fizemos questão de deixar tudo muito bem registrado para as próximas gerações.

@ Nossa Voz - Da redação / Por Victor Santos e Daniel Queiroz

Pés de milho passam dos 3 metros de altura e surpreende comerciante barroquense




Foi com surpresa que o comerciante José Fortunato Junqueira, 57 anos, conhecido como Dé do Caminhão, viu crescer em sua propriedade na fazenda Carrapato, Zona Rural do município de Barrocas pés de milho que já passam dos 3 metros de altura.

Na tarde desta terça-feira (30) fomos à localidade e visitamos a propriedade, para a nossa equipe o proprietário Dé do Caminhão contou que plantou meio litro de sementes pois queria apenas o milho para comer assado e cozido, mas percebeu que sua pequena plantação esteve crescendo além do comum, e acabou gigantesca, os pés chegam a quase três metros e meio de altura.

Foi com a ajuda da esposa Vanuzia que o senhor Dé plantou o milharal, a terra chegou a ser adubada mas apenas a área onde foi plantado o feijão; “as sementes são comuns, eu preparei bem o solo com adubo de resíduo para plantar o feijão, mas justamente o milho que tratei normal cresceu desse jeito, em toda minha vida nunca vi um negócio igual a esse” comentou surpreso. 

Na propriedade encontramos milho alho e o feijão, o plantio foi da maneira tradicional, na enxada e jogando as sementes no solo; “gastei meia hora plantando, foi coisa bem rápida”, explicou. 


Um pé de milho comum pode atingir dos 70 cm aos 2,50m de altura, para surpresa de quem passa e de Junqueira os maiores pés ultrapassam os 3,5m ainda não deram espiga; “falta ainda uns 15 dias para dar, então daqui pra lá vai crescer muito ainda”. 

Para o ano que vem ele garante que plantará novamente com as sementes deste ano  na esperança de ter novamente um boa colheita; “sempre planto, este ano os milhos cresceram bem, vou consumir algumas espigas e guarda a semente para ano que vem”.



Na região chove bem, ponto positivo para o desenvolvimento do plantio; “aqui ta bem de chuva, é andando e afundando o pé na terra” disse o comerciante que nas horas vagas e finais de turno do seu trabalho de venda de bloco, tijolos e telha visita sua propriedade para acompanhar de perto o crescimento das plantas. Enquanto nossa equipe o acompanhava notamos que nenhumas das roças vizinhas e próximas tinham pés de milho daquela altura.

Leia sobre outro caso parecido; Pé de milho gigante brota no quintal de agricultor no Povoado de José Leopoldino, Zona Rural de Barrocas.


@ Nossa Voz - Por Victor Santos

Desenhos que destacam a cultura negra, pintados pelo barroquense Itan Cruz, viram estampas da marca Cambuká


Marca Cambuká
Os traços dos desenhos do universitário barroquense Itan Cruz vinham sendo bastante elogiados assim que eram postados em seu perfil no Facebook, percebendo a ótima aceitação ele então resolveu criar uma marca.

Estudante de História na Universidade Federal da Bahia (UFBA), Itan tem talento de sobra, e parece que é também um bom empreendedor, pois percebeu que poderia ir além das postagens no  perfil da rede social com seus desenhos e com ajuda e incentivo de amigos da Bahia, do Rio de Janeiro a produtora cultura Monique Rocco e até de outros países, como é o caso de Greg Thompson do Estado de Nova Jersey começou a produzir estampas para camisas a partir de suas artes que agora tem até marca própria. 

A aceitação é muito grande, assim que começou a divulgar uma amiga escreveu; “Tão orgulhosa de você! O mundo é pequeno pro seu talento e inteligência!”. Comentou. 

O primeiro dia de venda do estudante foi numa noite da segunda-feira. Através de uma fan page, por meio dos comentários o negócio é fechado, o cliente escolhe a peça, o modelo do produto, camisa, camiseta, baby look e etc, cor e por fim o tamanho; “tô fazendo a entrega da primeira remessa” informou sobre as vendas. 

Segundo Itan o que sempre foi um hobby, se transformou em uma forma de ajudar nas despesas do curso universitário na capital baiana. 



Itan começou postando os desenhos
 no Facebook
A ideia de comercializar camisas personalizadas partiu dele e dos amigos espalhados pelo mundo; “eu desenhava e postava aqui no face e no instagram, aí a galera começou a pedir camisas, resolvi levar isso a diante, um rapaz de Nova Jersey, nos EUA me encontrou pelas hashtags no instagram e me sugeriu, uma amiga do Rio, também me fez essa proposta, selamos uma parceria Salvador - Rio - Nova Jersey e estamos trabalhando nessa empreitada política e artística, comigo trabalham Suelen, Mário e Alan” disse. 

Para dar mais força e aumentar a visibilidade dos produtos o próprio desenhista Itan idealizou uma página batizada de ‘Cambuká’ nela traz um pouco do que os desenhos representam para o artista e fala da marca recém lançada, ele deixa claro que não trata-se apenas de arte, ou de um negócio a marca também tem causa; “A fim de politizar pela arte, por meio de estampas envolvendo o feminismo e a negritude, é que a Cambuká se apresenta ao público. Cambucá é um nome popular dado à jabuticaba no nordeste da Bahia, mais precisamente na cidade de Barrocas e região, lugar onde o ilustrador, Itan Cruz, nasceu e cresceu. Inspirada no fruto negro que brota do caule da árvore, a Cambuká pretende, por suas estampas, se tornar fruto dado no tronco forte destes dois movimentos que legitimam pautas sociais importantes. Entre as raízes do movimento negro e do feminismo e suas novas demandas, simbolizadas pelos diversos ramos da jabuticabeira, é que a Cambuká floresce e se oferece como produto artístico, se reconhecendo como veículo político”.

Para adquirir os produtos do artista basta acessar sua fan page clicando aqui, ou entrar em contato diretamente em seu perfil. O valor único da peça fica por R$ 30,00 (trinta reais) para Salvador, Barrocas, Rio de Janeiro e Caxias do Sul, para demais região é cobrado uma taxa de frete.

Lembrem desse nome, Itan Cruz pois esse jovem barroquense vai longe!

@ Nossa Voz - Da Redação Por Victor Santos 

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Barrocas: Impressora furtada de escola municipal foi encontrada em estrada de terra na tarde desta segunda-feira

O Equipamento foi encontrado próximo à cerca de arame farpado
Um morador da região de Boa União, zona rural do município de Barrocas encontrou na tarde desta segunda-feira (29) por volta das 15h, uma impressora Epson modelo L555, de cor preta, com book de tinta, as margens da estrada vicinal que liga a sede ao povoado (próximo a linha férrea).

A impressora tem características semelhantes às descritas pela direção da Escola Municipal Centro Educacional Desembargador Julio Virginio que foi arrombada e teve equipamentos furtado na noite da ultima quinta-feira (29) (ver).


Marcas de pneus de carro próximo ao local onde foi deixado o eletrônico apontam que o motorista fez o contorno e chegou a colidir com um barranco na tentativa rápida de se livrar do equipamento. Segundo a Policia Civil, um veículo Saveiro Branco foi visto próximo à Escola, o mesmo carro pode ter sido usado para descartar o fruto do roubo. 

Uma viatura da Polícia Militar esteve no local e recolheu o equipamento
O Roubo da Escola: Na ação além de uma impressora Epson, foram levados dois Cpu’s, um notebook da positivo, um projetor de imagem integrado. A maioria dos eletrônicos segundo a direção conta com senha de acesso.

Em contato com funcionários da escola fomos informados que outro aparelho, um projetor, também foi recuperado pela polícia e já está em posse da direção da unidade. 

@ Nossa Voz

Barrocas a fé cristã e as igrejas

Paróquia São João Batista
Na manhã desta segunda-feira (29), saímos em busca dos locais de fé do povo barroquense, a equipe localizou cerca de 20 igrejas na sede do município, destas quatro são Católicas, as demais são evangélicas, protestantes como as denominações Batistas, Assembléias, Adventistas, Universal, Internacional da Graça de Deus, Salão Testemunha de Jeová e Congregação Cristã do Brasil. 

A primeira capela em Barrocas segundo o livro “Barrocas: Uma filha da Estrada de Ferro” escrita por João Gonçalves Pereira Neto e Tiago de Assis Batista, diz “Em 1929, foi construída pelo senhor João Afonso uma capelinha no povoado de Barrocas, tendo como padroeiro São João Batista, santo de sua devoção...” 

Primeira Igreja Batista - PIB
Ainda segundo o livro além da religião católica os protestantes começar a surgir nos anos 80 “A partir de 1980, começaram a surgir outras denominações religiosas em Barrocas. 
O senhor José Matins fundou a Igreja Batista; depois foram surgindo outras Igrejas Evangélicas, existindo hoje na cidade mais de uma dezena Igrejas Cristãs de diversas denominações e um Salão do Reino das Testemunhas de Jeová”. 

Pelo número de igrejas em atividade, fica ainda mais claro que o barroquense é religioso e independente da sua denominação busca através a fé, cultivar a crença em Deus. Cada igreja segue sua doutrina, mas todas professando e anunciando o mesmo evangelho contido na bíblia sagrada.

Congregação Cristã do Brasil - CCB
Na fanpage oficial do JNV você encontra mais fotos registradas dos templos, igrejas e capelas do município de Barrocas, confira clicando aqui. 


@ Nossa Voz - Por Victor Santos - Informações “Barrocas: Uma filha da Estrada de Ferro” 

sábado, 27 de junho de 2015

Barrocas: Água acumulada em frente à Prefeitura Municipal pode ser criadouro do mosquito da dengue.


O combate aos prováveis criadouros do mosquito deve contar com a participação de toda a população, mas principalmente deve partir do poder púbico municipal.

Diferente das demais cidades da região, em Barrocas ainda não foi lançada uma campanha para sensibilizar a população da necessidade de está atenta em relação ao surgimento de focos, principalmente neste período de chuvas. E pior, JAV flagrou na tarde da sexa-feira um possível criadouro do mosquito no monumento do DERBA em frente ao prédio d Prefeitura Municipal na entrada da cidade.

O aedes aegypti, popularmente chamado de mosquito da dengue, é apontando como transmissor de várias doenças, na Bahia está sendo atribuído a ele o surto do vírus zica, além da Chikungunya.


A Febre Chikungunya é uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. Seu modo de transmissão é pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus.

Além de acumular água, o local encontra-se sujo e com problemas na estrutura, não há sequer iluminação. Este monumento simboliza a inauguração da pavimentação asfáltica da BA411, na ocasião o então governador Jacques Wagner veio à cidade (veja).

Tentamos falar com o Secretário de Saúde Adelson Brito para que pudesse comentar o flagrante, mas não tivemos êxito.

Ronda @ Nossa Voz

Barrocas: Casa Lotérica da cidade não funciona a dias, situação revolta moradores e vereador quer saber os motivos do fechamento.

Imagem enviada pelo Vereador José Eclécio
Não é a primeira vez que a única Casa Lotérica do pequeno município de Barrocas localizado no interior da Bahia fecha as portas sem que haja nenhuma explicação para a população; “simplesmente deixam de abrir e a população que carece dos serviços prestados fica sem entender o que acontece, nem um aviso ou nota é colocado na porta, isso tá errado” protestou uma senhora que pediu para não ser identificada.

Em contato com nossa Redação o Vereador José Eclécio (Kekeu) disse que já denunciou o fato em vários méis de comunicação como rádios e blogs, e que tão logo irá procurar a Gerência da Caixa Econômica em Serrinha para cobrar uma posição quanto ao ‘descaso’ que vem acontecendo em Barrocas; “Se o proprietário não tem interesse de funcionar a Lotérica que transfira a concessão para outra pessoa, o que não pode é a cidade ficar sem os serviços por capricho, questões políticas ou incompetência de alguém”, declarou.

O Vereador afirmou que já na segunda-feira dia 29 irá juntamente com o Prefeito José Almir à Caixa Econômica saber os motivos do fechamento e cobrar uma solução. 

A Loteria já ficou fechada em outros momentos, leia clicando nos link abaixo;

Barrocas: Proprietário tem 30 dias para reabrir lotérica.
Barrocas: Depois de um bom tempo fechada, Lotérica voltou a funcionar.

@ Nossa Voz

Barrocas: Tradição e animação se repetem nos rapas dos povoados de Rosário, Ouricuri e Minação

Foto - Reprodução Facebook
Quem pensou que os festejos juninos em Barrocas terminariam no dia 24 se enganou, em três comunidades a animação continuou nos tradicionais ‘Rapas’ que a cada ano contam com maior número de participantes e falia em dobro.

A carroça puxada por homens ou mesmo um carro com som pra lá de estiloso arrastou principalmente os ressaqueados em busca de mais diversão mas teve participação de todos os públicos. 

No dia 24 aconteceram dois ‘Rapas’, nos povoados do Rosário e em São Miguel do Ouricuri, o JAN acompanhou os dois evento e constatou uma coisa; tem público suficiente para as duas festas.

Foto - Reprodução Facebook
O povoado do Rosário promoveu a 7° edição da festa, na camisa dos participantes a frase chamava atenção “Vamos festejar, vamos nos divertir, é o Rapa do Rosário, quero você aqui!”. Por onde passava o carro ‘arrumado’ chamava atenção, em cada casa uma comida diferente, da carne assada, ao bolo, amendoim e não poderia faltar, o licor pra animar os foliões. Pra fechar com chave de ouro subiram ao palco Vaguinho e Cia e banda Kangaia de Ouro. 

Uma das organizadoras, Valdeci Pereira, conhecida como Val comemorou e agradeceu ; “Queremos agradecer ao Prefeito Almir de Maciel, Tita de Roque, ao Secretário de Cultura Rubenilson Nogueira, ao vereador Zé Inácio e a nossa comunidade por organizar e receber os visitantes, agradecemos da criança ao idoso que sempre faz nossa festa ficar mais linda e animada! Obrigada a todos que compraram a camisa... E que venha 2016. Obrigada Jesus por nos conceder mais alegria em famiília”. Escreveu.


Foto - Reprodução Facebook
O 16° Rapa do Ouricuri segundo organizadores começou as 9h da manhã, passando pelas casas e literalmente fazendo o rapa. Neste ano mais famílias aderiram a festa cedendo as comidas e bebidas para os foliões. Robenildo Brito, um dos coordenadores comemorou em seu perfil na rede social facebook; “Rapa do Ouricuri. tudo de bom! Obrigado Senhor pela bênção alcançada mais um ano!”, escreveu. Pela noite a animação ficou por conta Robson dos Teclados, Oz Sakanynhaz e Lore Love encerrou a festa.


Inicio do Rapa da Minação - Foto - Victor Santos
O Rapa Minação foi o pioneiro no município e não só por isso atrai um grande público que festeja das primeiras horas do dia 25 ao raia do dia 26. Já são 21 anos de tradição e mesmo no dia útil, fica evidente o grandeza da festa pois muita gente dá um jeito de faltar ao trabalho e lota as ruas do povoado, os shows que acontecem à noite contam com uma multidão. Na cidade até parece ser feriado também dia dia 25!

Após os Rapas é a vez de festejar o São Pedro, comemorado neste ano em duas comunidades, Bom Gosto neste sábado e Lagoa Redondo no domingo dia 28.

Os festejos contam com total apoio da Prefeitura Municipal de Barrocas, através da Secretaria de Cultura Esporte e Lazer.  


@ Nossa Voz - Por Victor Santos

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Barrocas: Em recesso junino, Escola Centro Educacional Desembargador Julio Virginio foi arrombada e teve equipamentos furtados

O grupo teve acesso pelo telhado
Uma escola municipal no centro da cidade de Barrocas foi arrombada na noite desta quinta-feira (25), equipamentos avaliados em 4 mil reais foram levados.

Esta foi a primeira vez que o Centro Educacional Desembargador Julio Virginio foi arrombado e furtado. 

Telhado descoberto, portas e armários arrombados, cadeados e portões quebrados. Na área da Escola está em construção uma quadra esportiva, com isso o grupo aproveitou para fugir pelos fundos. Fora o arrombamento o prejuízo ficou em torno de R$ 4.000 (quatro mil reais) segundo cálculos na diretoria.

De acordo com um vigilante que se encontrava no local mas quase nada pode fazer, a ação aconteceu às 23:30 com participação de vários indivíduos, que acessaram o pátio do Centro Educacional Desembargador Julio Virgílio pelo telhado, dentro, com ajuda de uma barra de ferro arrombaram os cadeados do portão e da porta. Foram levados dois Cpu’s, um notebook da positivo, um projetor de imagem integrado e uma impressora Epson. A maioria dos eletrônicos segundo a direção conta com senha de acesso. A ação do grupo encerrou por volta das 1h da sexta-feira. 


O sistema de câmera da unidade de ensino estava com problemas e não conseguiu registrar a ação do grupo. O vigilante agiu ligando para a Policia Militar, que em diligencia fez rondas pelo local e não encontraram suspeitos. .

A diretora registrou o boletim de ocorrência na delegacia de Policia Civil na manhã da sexta-feira e pede que pessoas com pista ou paradeiro dos eletrônicos ajudem dando informações a policia.


Ronda @ Nossa Voz

quinta-feira, 25 de junho de 2015

São João em Barrocas: Grande público lotou Praça da Matriz nos dias 23 e 24 no Arraiá do João

Bonde do Forró
Sem dúvida Barrocas realizou o maior São João da Região, bandas como Caciques do Nordeste, Zezinho da Ema e Bonde do Forró fizeram parte da grade.

Foi ao som dos Caciques do Nordeste que a folia começou no dia 23, a poeira subiu ao som de Levanta poeira e Saul não deixou ninguém parado tocando até o raia do dia.

Prata da casa, o grupo musical Vaguinho & Cia requisitado para a maioria dos eventos no município, abriu a noite de shows no dia 24 e animou ‘os pessoá’ no dia do Padreiro, com um repertório que foi de Aldemário a Gonzagão. Atendendo às expectativas Bonde do Forró chegou com romantismo e fez os casais dançarem agarradinho, a animação foi ainda maior quando o DJ Maluco fez uma belíssima participação trazendo alguns dos seus grandes sucessos, o músico conhecido nacionalmente fez uma bonita homenagem ao Cantor Sertanejo Cristiano Araújo, vítima de acidente. 


Já era quase 2 da manhã quando Zezinho da Ema e a Banda A Favorita do Brasil iniciou um grande show, outra vez o forró ecoou na Praça e ninguém conseguiu ficar parado.


Os festejos juninos em Barrocas atraíram para a cidade grande público, mesmo assim não houve registros de violência, mostrando que tanto os barroquenses como os visitantes queriam aproveitar o máximo à festa tradicional, tomando licor, dançando e se divertindo no ritmo das grandes atrações que se apresentaram no Palco de shows.


As Polícias Militar, Civil e a Guarda Municipal trabalharam em parceria, preservando a ordem no circuito. Realização Prefeitura Municipal de Barrocas, Secretaria de Cultura Esporte e Lazer.

@ Nossa Voz - Fotos Victor Santos