sexta-feira, 30 de abril de 2010

Iniciaram as obras de construção do Cetro Administrativo.


Nesta semana foi dado início à construção da nova sede da Prefeitura, que ficará localizada nas proximidades da Fazenda Repente, na entrada da cidade do lado direito de quem chega a Barrocas. Além da Prefeitura, serão construídas as Secretarias e a Câmara Municipal, se formando o Centro Administrativo de Barrocas. Segundo o Prefeito, o plano é centralizar as atividades administrativas do município, dando mais eficiência, produtividade, reduzindo custos e o principal poder oferecer melhor conforto aos servidores e à população. A obra que iniciou na segunda-feira dia 26 esta prevista para ser concluída ainda neste ano. Um fato importante a ser lembrado é que com a construção desse grande Centro, toda aquela área será valorizada, com isso a cidade cresce novos estabelecimentos comerciais serão abertos impulsionando a economia local.


Da Ronda @ Nossa Voz

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Descaso ou perseguição?

O calçamento parou nesse local.
Outras ruas com menos casas e bem mais novas já foram pavimentadas.
 Barrocas talvez seja uma das cidades da Bahia com mais calçamento por metro quadrado em proporção, quase 100% das ruas da cidade estão pavimentadas. Mesmo assim, recentemente fomos procurados por moradores da Rua Padre Carlos no bairro do Society, visitamos a mesma para averiguar e descobrimos que nessa rua não falta só calçamento, mas também água, energia e rede de esgoto, segundo os moradores desde a gestão passada que eles tentam resolver tais questões e nada, o gestor atual também já foi procurado e até então a situação continua na mesma. Para ter energia elétrica uma série de ligações entre uma casa e outra teve que ser feita, com a água também é assim, o morador depende da boa vontade do vizinho da outra rua ou tem que conseguir um carro pipa. Todas as ruas da quadra já foram calçadas, esta é a única sem o benefício. O Moto-taxista conhecido como Gil, que é morador da localidade disse a nossa equipe que a rua já é conhecida como a “Rua do Sem”, em suas palavras: “Esta rua é sem calçamento, sem água, sem energia, sem iluminação pública, sem rede de esgoto, assim vivemos sem paz, a nossa rua é a rua do sem”.
Moradores acreditam que o atual
gestor resolva o problema.
Nas conversas com moradores ficamos sabendo de um detalhe, nesta rua mora um ex-candidato a vereador da oposição, mais precisamente do PT, há quem diga ser este o motivo do abandono. Se a razão é esta não sabemos ao certo, prefiro acreditar que não, mais diante dos fatos resta dizer que todos os moradores estão sendo prejudicados. E se é simplesmente por uma questão política, lamentamos muito e iremos cobrar as devidas explicações. Só lembrando que vivemos numa democracia e o cidadão pode se candidatar a qualquer cargo pelo partido que bem entender e não pode ser perseguido, nem sofrer retaliações por suas escolhas.
As ruas da mesma quadra já estão
todas calçadas, exceto essa.
Espero que o atual gestor que também já foi procurado se sensibilize com a situação e busque o mais rápido possível resolve-la, já que o mesmo se relaciona bem com todos os grupos políticos da cidade, estamos confiantes.

Da Ronda @ Nossa Voz
Por Rubenilson Nogueira


quarta-feira, 28 de abril de 2010

Reunião do CMDCA.


Aconteceu na terça-feira (27/04) a reunião do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), a mesmo foi realizada no CRAS, contou com as presenças de membros do conselho, de Assistente Social Juliana, do Presidente do Conselho Augusto, Secretária de Ação Social Elielma Chagas, Comissário de Menores Rubenilson Nogueira, integrantes do Projeto Bem-me-quer, representante do MOC dentre outros. Neste encontro foram discutidas questões como a evasão escolar, a violência contra o menor, abusos e demais, assim como foi apontados as problemáticas destes temas, buscou-se desenvolver ações concretas para solucioná-los. Nas próximas reuniões os temas voltaram à pauta mais com números adquiridos junto à Secretaria de Educação, escolas, Conselho Tutelar e Prefeitura Municipal, de posse destes serão traçadas ação concretas direcionadas para cada tema, objetivando o contato direto com as famílias, escolas, professores e alunos. O calendário de reuniões de 2010 foi entregue aos presentes em seguida a reunião foi encerrada.

O que é o CMDCA?
É o principal espaço para discussão e formulação das políticas de atenção a infância e adolescência no município. É o órgão que deve deliberar e exercer o controle do atendimento às crianças e aos adolescentes em todos os níveis, previsto na Lei Federal nº 8.069 de 13 de julho de 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA.

Da Ronda @ nossa Voz, com informações do site: http://www.furb.br


terça-feira, 27 de abril de 2010

O Trabalho no Sisal.


O motor de sisal. Durante muitos anos a nossa economia girou em torno dessa atividade. Quando os motores paravam até o comércio local sofria. Poucas pessoas viam para a feira aos sábados.
Visitamos no feriado do dia 21 de abril, um campo de sisal na divisa entre Barrocas e Conceição do Coité, onde trabalhadores barroquenses estavam entre as diversas atividades garantindo o pão de cada dia. O trabalho é cansativo, o risco de acidente é constante mais as pessoas que lá encontramos tinham apesar de tudo um sorriso no rosto um brilho no olhar, e passavam uma força de vontade que talvez explique a persistência que os mantém apesar das dificuldades numa das atividades que foi por longos anos a principal renda do barroquense. Hoje conforme constatamos a situação é lamentável, os preços quando se consegue vender não é justo e muitas famílias que vivem desta atividade podem perder sua única fonte de renda.
Zé Inácio ao lado do senhor
Saturnino, nos impressionou a
rapidez com que ele trabalha.
Nessa visita tivemos a companhia do vereador José Inácio, que não por acaso já trabalhou no Motor, e muito nos contou sobre a atividade. Segundo Zé Inácio o trabalho no sisal é dividido entre o Cortador de Palha, Botador, Resideiro, Batedor (cevador) e Dono do Motor. O cortador prepara o campo, cortando os espinho e em seguida a palha, o Botador coloca a palha no jegue, o Resideiro retira o resido que se junta abaixo do motor, o Batedor ou Cevador é quem coloca a folha do sisal no motor e retira dela a fibra, um trabalho de risco onde muitos já foram mutilados. Segundo Ana Vilma recém formada em História pela UNEB, que apresentou na Câmara Municipal sua monografia sobre o sisal, são cerca de 2.000 mutilados em toda região. O dono do motor já desfrutou de grande influência nos velhos tempos, hoje para que consiga algum lucro muitas vezes precisa desempenhar também algumas das funções descritas, ser apenas dono não lhe garante uma boa renda.

As diversas atividades, o Cortador, o Botador, (estocagem da palha) e o Batedor ou Cevador.
Os salários pagos são muito baixo só para se ter uma noção, se conseguir mil quilos semanais o trabalhador com melhor renda entre todos não recebe mais que R$50,00 (cinqüenta reais) na semana. O dono do motor além de pagar os trabalhadores, o óleo, dar manutenção ao motor, alimentar e cuidar dos animais tem que repassar 40% do produto colhido para o dono da roça. O comprador fica com cerca de R$0,25 centavos, (podendo variar entre 0,25 a 0,32 centavos) dos R$1,05 que é o valor atual do quilo da fibra no mercado.
Pesagem do sisal.
A situação só tem piorado nos últimos tempos, os governos não garante nem preço nem a compra do produto e todos os envolvidos com o sisal vivem de especulação, sem saber o que será do futuro.
Por Rubenilson Nogueira

Um pouco sobre a chegada do sisal a Barrocas.

Foi João Olegário quem fomentou o plantio de sisal na região de Barrocas, trazendo mudas da planta de Santa Luz em vagões da estrada de ferro para serem doadas ao povo com o objetivo de incrementar esta nova cultura na região; ele foi o pioneiro no desfibramento do sisal com um motor movido a óleo diesel. Com a escassez do sisal nos arredores, ele trabalhou em outros campos de sisal como Feira de Santana, Santa Luz e Maracás.
(Escrito por Tiago de Assis Batista)

Veja outro texto sobre o sisal aqui.
Assista o vídeo aqui.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Cedro, calçamento do início ao fim.

Depois de ter pavimentado praticamente todo o povoado do Rosário além de construído praça e quadra de esporte a Prefeitura Municipal desta vez está beneficiando o Cedro, lá também uma praça está sendo construída e uma extensa pavimentação vai ligar os dois extremos da localidade. Os moradores estão felizes com os investimentos direcionados pelo gestor Municipal para aquela comunidade. Tanto a praça como o calçamento são sonhos antigos que vai ser concretizado muito em breve, já que o ritmo dos trabalhos é forte, e logo um lado do calçamento será liberado, para assim iniciar os trabalhos de conclusão da segunda parte. Não apenas a localidade do Cedro vai ganhar com estas benfeitorias, mais a cidade também ficará mais bem apresentada, pois o Cedro é a porta de entrada de Barrocas.

Segundo informações não confirmadas, a próxima localidade a receber obras de pavimentação e construção de praça, será o Alambique, um dos poucos povoados que ainda não dispõe de calçamento em nenhuma das suas ruas.
Da Ronda @ Nossa Voz.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

O sonho vai continuar?

Reunião com o prefeito.
O Prefeito Municipal Almir de Maciel se reuniu a pouco com as crianças do “Bicicross”, aquelas que foram impedidas de utilizar o espaça... Vamos pular está página, pelo menos por enquanto. Na reunião com cerca de 20 crianças o prefeito explicou a situação e disse que enquanto não conseguir um local definitivo irá ceder um terreno com uma tarefa de terra para que seja construída uma nova pista de bicicross assim evitando que as crianças fiquem durante este tempo sem praticar esporte. Almir garantiu que na segunda-feira (26/04) colocará máquinas e caçambas para construir um novo circuito.
Espaço cedido pelo prefeito.
Logo após o encontro as crianças foram conhecer o local onde será feita a nova pista, a felicidade era tanta que dava pra ver o brilho nos olhos de cada uma, só quem presencia estas situações sabe a importância de estar do lado daqueles que um dia será os homens da nossa cidade.

Parabéns aos pais por terem filhos que sabem lutar por seus direitos e sonhos, e principalmente às crianças pela dedicação e força de vontade. Ainda falta muito mais os passos estão sendo dados.

Nunca se deve desistir de correr atrás de um sonho, aqui fica um excelente exemplo.
Da Ronda @ Nossa Voz.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Passado X Presente


Arado a tração animal.
O trabalho no campo tem sofrido uma série de mudanças, desde os tempos do sisal, onde os farrachos foram sendo substituídos por motores, aos carros de bois substituídos pelas caminhonetes no transporte do próprio sisal, de cereais dentre outros. Hoje temos problemas de trânsito, motoristas e motoqueiro terão que portar carteira de habilitação e circular com veículos legalizados, esta situação também vem ocorrer logo que aos sábados já não se ver as carroças que vinham de todos os povoados trazendo famílias para fazer as compras. Atualmente os carros e a motos são os principais meios de locomoção, mais com as blitz feitas pela PM já tem gente pensado em reativar as carroças. São tantas as mudanças que às vezes nem percebemos, nossos filhos vivem nesta realidade e conhecem pouco da nossa história e cultura.
Tonho e José Carlos
resgatando os costumes.
Na última segunda pude presenciar  uma situação em que progresso e tecnologia, contrastam com o passado e seus métodos tradicionais, costumes dos nossos avôs. A chegada dos “bizouros” que como mostramos na matéria anterior hoje é usado pela maioria dos agricultores para arar suas terras, foi substituindo o arado à tração animal. Tive o prazer e a alegria de num mesmo momento ver o trator e o animal domado pelo homem trabalhado e muito bem no preparo da terra para receber as sementes.
Ao chegar à localidade de Alto da Porteira para fazer uma matéria sobre as arações de terra que a Secretaria de Agricultura vem fazendo, percebi junto com João Miudo (proprietário de bizouro) que num pequeno terreno ao fundo do que estávamos, havia dois agricultores da localidade, os senhores Antonio (montado) e José Carlos (Controlando o arado). Os dois se revezavam ora no controle do arado, ora no comando do animal e assim estavam há duas horas trabalhando num terreno com cerca de duas tarefas, detalhe com um tradicional arado puxado a cavalo. Sem perceber naquele momento resgatavam um pouco das nossas tradições.

Veja vídeo aqui.
Presente X Passado.
Por Rubenilson Nogueira.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Preparando a Terra


A Prefeitura Municipal através da Secretaria de Agricultura está possibilitando a aração das terras dos agricultores que se cadastraram na secretaria, cada pequeno agricultor pode arar gratuitamente três tarefas de terra. Para isso 20 tratores (Bizouros) estão trabalhando no município, sendo que seis deles são de associações, e 14 são contratados. Estivemos hoje pela manhã na localidade de Alto da Porteira onde um destes “bizouros” estava trabalhando, lá pudemos acompanhar a aração feita no terreno da senhora America Ferreira que demonstrava estar feliz em poder contar com este apoio e assim ter a possibilidade de colher uma boa safra. O trator que trabalhava por lá era do senhor João Roberto, popular João Miúdo que conversou com nossa equipe e nos informou que a cada hora de trabalho uma tarefa é beneficiada, mas há terrenos que dificulta. João nos contou ainda, que numa área que havia sido arada mais cedo foi surpreendido por abelhas que atacaram o “bizouro” obrigando o condutor a abandonar a direção, o mesmo desgovernado só parou depois que bateu numa cerca.
As arações continuam e devem beneficiar a maioria dos pequenos agricultores barroquenses. A procura é grande, tem muita gente plantando s e para termos uma boa safra só vai depender de “São Pedro” mandar chuva.

Com informações de Ronaldo Bispo - Técnico em Agropecuária
Por Rubenilson Nogueira

domingo, 18 de abril de 2010

Carros batem próximo ao Colégio Municipal.

Dois carros bateram hoje (18) aproximadamente às 17:30 na saída para Boa União. Um Passat quatro portas branco placa JNO8336 Salvador e um Uno quatro portas branco placa JPT5045 de Barrocas, bateram nas proximidades do Colégio Municipal de Barrocas. O Uno vinha em direção ao centro , não identificamos quem seria o condutor, o Passat dirigido pelo Sr. De prenome Val, descia na rua que se encontra na que seguia o uno, vindo os dois a colidir. O Passat não conseguiu parar mesmo freando forte como mostra as marcas no calçamento e bateu no Uno. Os ocupantes do Passat não se machucaram, já uma criança de dois anos que vinha no Uno bateu com a cabeça no pára-brisa e machucou a testa. A polícia civil compareceu ao local e conduziu os dois veículos a delegacia para que sejam periciados.

Da Ronda @ Nossa Voz.

sábado, 17 de abril de 2010

Associação dos Moradores do Alto do Ipê.


Aconteceu neste sábado (17/04), uma reunião, convocada pela Associação dos Moradores do Alto do Ipê, que tem como presidente o senhor Marcos. O encontro se deu no Colégio Estadual Professor Plínio Carneiro, às 17h30min e contou com as presenças de moradores, políticos e autoridades, além da imprensa representada pelo Jornal @ Nossa. Na pauta da Reunião os seguintes assuntos: Saúde, saneamento básico, transporte, segurança pública dentre outros.
Fez parte da mesa o Conselheiro Tutelar Antonio Pinto, o Vice Presidente da Associação, Sec. Saúde Sra.Gilda, Chefe de Endemias Zé Silva, Vereador Dida, Prefeito Almir e Marconi Chefe da Guarda.
Os temas foram abordados, discutidos e soluções foram apontadas na visão dos moradores, analisados e respondidos pelos integrantes da mesa conforme sua área de atuação.
Destaco as falas de Zé Silva que com muito conhecimento falou sobre a Dengue, foi realmente uma aula, imagino que todos que saíram daquela reunião, amanhã mesmo estarão ajudando no combate a Dengue, e Marconi chefe da Guarda Municipal que descreveu a segurança da nossa cidade, mostrando o quanto é importante a participação da população, das ações em conjunto entre as polícias Militar e Civil assim como em alguns casos da Guarda Municipal. Marconi disse ainda que não se deve transferir responsabilidades, e concluiu a sua fala falando que é imprescindível que a Guarda tenha uma viatura para que rondas sejam feitas, ajudando na vigilância do patrimônio público a auxiliando as polícias.
Um assunto bastante comentado foi à questão da evasão escolar, o Conselheiro Tutelar falou sobre, assim como o Diretor do Jornal, o vereador Dida e outros.
O Prefeito Municipal foi o último a falar e comentou um pouco de cada tema abordado, disse que tem se empenhado para atender a todas as solicitações, mas há algumas que tem dificuldades para conseguir, a exemplo do PSF para o Alto do Ipê que é uma das reivindicações dos moradores. Almir disse que há pessoa na localidade que tem conversado muito, e ele fica sabendo, disse que recebe essas críticas, mas não irá punir os moradores, e sim vai tentar solucionar os problemas apontados. Sobre a saúde que também foi bastante comentada, ele disse: “É difícil fazer saúde, não só em Barrocas, mas em toda Brasil, os recursos são pequenos e há sempre uma grande demanda”. Respondeu sobre os Médicos que segundo moradores atendem mal. O prefeito disse que na gestão passada havia muitos médicos sem CRM, hoje todos os médicos que atendem em Barrocas tem CRM e mais, recebem o dobro dos anteriores. Um médico segundo informou recebe atualmente por plantão R$1.000,00 (Um Mil Reais). Almir pediu aos moradores que comuniquem a administração antes de sair criticando, pois o importante é resolver o problema. Almir entes de concluir suas palavras, garantiu a compra da viatura para a Guarda Municipal, fato comemorado pelo Chefe Marconi, e registrou o importante papel do jovem Nelson, conhecido como Suli que foi o fundador da Associação de Moradores do Alto do Ipê.
A reunião encerou e parece que todos saíram satisfeitos.
Por Rubenilson Nogueira

Pedro Goria: Artesão e Inventor.

Nessa bancada seu Pedro faz várias coisas, uma delas é uma
máquina de ralar coco, ele nos disse que nem por R$ 200,00
(duzentos reias) vende essa bancada.
Visitamos na manhã dessa sexta (16/04) a casa do senhor Pedro Jerônimo Gonçalves, morador ilustre da comunidade de Umbuzeiro. Conforme havíamos marcado com Celso Coelho da Casa do Sertão, incentivador do resgate dos costumes dos antepassados. Fomos lá conhecer um pouco da historio e das diversas atividades exercido por seu Pedro, conhecido em toda região como Pedro Goria, apelido herdado do seu irmão que era chamado de Zé Goria. O senhor Pedro hoje com 79 anos trabalha com diversas profissões, é pedreiro, carpinteiro, ferreiro, mas se destaca como artesão em madeira e inventor.
Desempoladeiras que ele faz para
vender. Já já tem até Estoque.
Muito contente Pedro Goria nos mostrou diversos das suas criações e invenções, com uma simplicidade digna dos grandes homens, contava detalhes do seu trabalho e das invenções explicando passo a passo. Ainda hoje apesar da idade ele confecciona “desempoledeiras”, “lebancas” de ferro, cabos de enxada e machado, e se for solicitado ainda pode fazer o tão complicado parafuso de prensa (A prensa era muito usada no passado nas antigas casas de farinha). Os serviços vêm de toda região, enxadas e machadas para bater e colocar cabos, tudo segundo ele feito como se fosse um lazer, em suas palavras: “olha meu filho eu faço tudo isso como uma diversão, é bom pra minha saúde, não paro, tô sempre inventando. Risos...”. Ele nos mostrou em detalhes uma das suas engenhocas, uma máquina feita para ralar coco, aimpim e outros.
O fole,  usado para aquecer os ferro.
O que mais nos impressionou foi a forma com que ele aquece os ferros no “fole” para depois bater e confeccionar, as “lebancas”, martelos e outros. Funciona mais ou menos assim: Girando uma roda com uma correia que faz um certo ventilador fechado direcionar o vento para um espaço de cimento onde fica os carvões, o ferro é colocado junto, e sai dá lá com uma cor bonita,em alta temperatura, daí com muita forço e várias pancadas de marreta, ele vai dando forma às ferramentas.
Depois de aquecido
em alta temperatura, é hora
de bater.

A profissão de Carpinteiro já faz mais de 50 anos que ele aprendeu e trabalha já como ferreiro, tem uns 20 anos só que de uns 15 pra cá se tornou um dos bons, segundo ele mesmo nos disse.
Pedro Goria é hoje um dos poucos ferreiros na região, podemos confirmar ser o mais velho e experiente. Homem de grande caráter, simplicidade e um senso de humor pouco visto.
Assita a entrevista, É só clicar.

Por Nogueira Rubenilson, com Colaboração de Celso Coelho e Fotos de Danilo Nogueira.


sexta-feira, 16 de abril de 2010

Boi morre subitamente durante trajeto.

Um garrote de aproximadamente nove arrobas morreu na manhã dessa sexta feira (16/04), próximo a retirada, mais precisamente no bico de ferro que fica entre as estradas que leva à Boa União e Umbuzeiro. O garrote morreu quando estava sendo levando juntamente com outros animais, para a Fazenda Espera. Conversamos com um dos vaqueiros que conduzia os animais e ele nos informou que o garrote começou a tremer, caiu e morreu. Segundo o próprio vaqueiro, ele havia prendido os animais ontem para serem levados a outra fazendo hoje cedo. Perguntado o que na opinião dele teria ocasionado a morte súbita, ele disse que pode ter sido “erva”, o animal pode ter se alimentado de alguma planta venenosa. Um senhor que corta carnes em Barrocas, estava no local, sangrou o animal que já estava morto e fez alguns cortes. Uma caminhonete veio ao local para transporta o animal, e segundo nos informaram iria ser lavado para a cidade de Serrinha. Só não sabemos com que finalidade, tomara que não seja para revender a carne. Os demais animais seguiram viajem acompanhados dos três vaqueiros.

Da Ronda @ Nossa Voz.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Crianças vão a Câmara de Vereadores.

Pela primeira vez na história Câmara de Vereadores de Barrocas recebeu uma manifestação feita por crianças de 05 á 15 anos de idade. As crianças chegaram com cartazes que cobravam explicações do vereador que segundo comentários estaria apoiando que a área onde eles praticavam esporte, fosse cercada, por ser o proprietário um tio seu. A Câmara Municipal já havia recebido um ofício enviado pelo diretor desse Jornal, informando sobre a situação e pedindo intervenção da mesma na solução do problema. O ofício foi lido pela secretária, e assim colocado na pauta do dia. As crianças sentadas logo à frente ouviam a todos os pronunciamentos atentamente. Nesta seção estava, o Comandante do destacamento de Barrocas, Sargento Amorim, prestando esclarecimentos, sobre as abordagens, a obrigatoriedade do uso do capacete dentre outros, conforme foi convocado. O vereador Nitinho da Ladeira aproveitou a presença do Sargento para perguntar sobre a situação dos meninos. O Sargento confirmou que foi procurado por diversas vezes pelo vereador Braz, mas disse que essa situação deveria ser resolvida de forma amigável, sem maiores complicações, disse ainda que se fosse necessário a prefeitura poderia indenizar o suposto proprietário da terra. Amorim disse ainda que o senhor de 86 anos não deveria ter sido intimado, pois é idoso e deveria ter sido poupado. O vereador Kekeu pediu a palavra e iniciou comentário sobre a situação do terreno. Logo foi interrompido pelo vereador Braz que disse que o vereador não sabia de nada, Kekeu disse que se seria ele (Braz) um sabichão, então deveria explicar para as crianças a situação. Um início de discussão se iniciou, mais o presidente Gilberto acalmou os ânimos dos Edis. Braz disse que em sua fala daria maiores explicações.
Infelizmente logo em seguida as crianças por serem menores de idade tiveram que ser levadas às suas residência e não ouviram o pronunciamento do vereador.
Depois que o Sargento Amorim, concluiu suas explicações, e respondeu às perguntas dos vereadores, Braz, sem as crianças na seção, mais com os cartazes expostos, comentou o caso.
O vereador disse que só foi à delegacia para defender o seu tio, pois achou errado um senhor de 86 anos ser convocado para depor, falou ainda que não era contra o esporte, e pediu para conversar logo após com o diretor do jornal sobre tal situação.
Com relação à intimação, como o próprio vereador pôde verificar na delegacia, não houve um queixoso, na reunião dos pais nenhum deles disse ter ligado para delegacia, pelo que sabemos algumas crianças passaram na mesma para pegar assinaturas com um abaixo assinado, e com isso a polícia foi ao local para evitar maiores problemas, e pediu pra que a implantação da cerca fosse interrompida. Não se sabe se alguém ligou ou procurou, o que sabemos é que não foi registrado um boletim de ocorrência por parte dos pais. É bom lembrar com os contatos feitos pelo diretor do jornal assim que foi procurado pelas crianças, foi para o Prefeito, e para o próprio vereador Braz.
A visita dos meninos a Câmara só não foi mais proveitosa porque não ouviram Braz devido ao horário e os vereadores não puderam , discutir o assunto, já que pelo adiantado da hora a seção foi encerrada. O vereador Miguel iria como nos informou posteriormente abordar o tema, assim como Nitinho e Kekeu, para saber mais detalhes. Apenas Braz por ter sido citado nos Cartazes se manifestou e teve uma atitude educada e respeitosa com os manifestantes.

Esperamos que tal situação seja resolvida, concordamos que um senhor de idade não deveria ter sido intimado, mais também lembramos que crianças foram expulsas do seu espaço de lazer sem que os pais fossem ouvidos.
Da Ronda @ Nossa Voz.

Pais e Mães se reúnem

Na noite de quarta-feira 14, os país e mães das crianças que estão impedidas de praticar esporte, se reuniram para analisar a situação e juntos buscar uma solução, pois o único desejo das crianças é continuar praticando o esporte favorito. Os presentes comentaram o fato, e todos de forma unânime decidiram buscar junto às autoridades uma solução, já que da forma que aconteceu pareceu que as crianças invadiram um terreno particular, e por isso foram expulsas de lá como invasores, dando a entender que tivessem praticando alguma irregularidade. Antes de utilizar o terreno abandonado a mais de 50 nos, e conforme era do conhecimento da maioria da população seria da LESTE, os meninos pediram e receberam autorização da prefeitura, já que esta tinha acabado de nivelar a área. Nenhum dos pais foi procurado pelo senhor que alega ser o proprietário, comunicando que o terreno seria seu e por isso seria cercado, nem sequer um prazo foi dado. Uma dúvida fica no ar porque só depois de a prefeitura ter beneficiado o terreno, colocando um trator para nivelar, é que reivindicaram o tal terreno? Não seria correto logo de início impedir que a Prefeitura Municipal trabalhasse numa área particular?
Com dúvidas, tristezas, indignação e revolta os país dos alunos, aguardam um posicionamento das autoridades. Nesta reunião um dos pais dos meninos foi eleito como líder para assim os representar e ficar responsável pelas crianças nas mobilizações que venham a ocorrer.
Hoje completa quatro dias que as crianças estão sem o espaço de lazer, os pais aguardarão uma posição até sexta-feira dia 16 de Abril.

Da Ronda @ Nossa Voz.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Falta de ética entre o que dizem e o que fazem.

Cerca que impede a prática de esporte. Um vereador
apoiou que a área fosse cercada.
A maioria das pessoas costuma ter um discurso politicamente correto, o fato ganha uma amplitude maior quando se trata de políticos, a maioria diz ser a favor da Natureza, e contra as drogas, ser a favor da educação, contra o alcoolismo, diz ser a favor das leis, e ser contra o crime. Atualmente a questão é o meio ambiente, se percebe nas propagandas das empresas, todas querendo passar uma imagem de responsabilidade ambiental, na Câmara Federal e no Senado o mesmo tema é discutido a cada seção. As ações na maioria das vezes nem de longe seguem a linha do que dizem, tive a certeza disse no fato recente em nossa cidade, em momento que a Prefeitura inscreve a cidade para participar do “Dia do Desafio” organizado pelo SESC-SP, onde diversas atividades esportivas serão desenvolvidas com várias cidades participando, inclusive de outros países. Crianças barroquenses perdem o espaço onde praticavam esporte, inacreditavelmente com aval de um vereador do município. (Mais detalhes no texto Tristeza e Revolta). Realmente e que se diz não é o que se faz, políticos que criam leis em defesa das mulheres, não respeitam nem as suas, aparecem as amantes, políticos que indicam projetos de construção de praças, se posicionam contra espaços onde se praticam esporte, indivíduos que são eleitos para fiscalizar irregularidades, não cumprem nem com seus compromissos financeiros, deputados que defendem a moralidade são pegos com dinheiro nas cuecas.

"Entre o dizer e o fazer, fazem o que dizem não fazer, e não fazem o que prometiam fazer".

Por Rubenilson Nogueira

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Tristeza e revolta.

A cerca pode acabar com a pista, pois passa justamente no meio.
Na manhã desta segunda-feira, fui acordado por duas crianças, que desesperadas pediam o apoio do Jornal para impedir que a área onde eles praticam esporte, (Ciclismo, Bicicross) fosse cercada. Sem entender fui ao local, e logo percebi o problema. O proprietário da terra ao lado, resolveu cercar o espaço utilizado pelos meninos, e já havia colocado várias estacas dividindo a pista ao meio. Inicialmente tentei sem sucesso conversar com o senhor que mandou cercar para saber o porque, ele me informou que aquela área seria dele, justifiquei que o espaço segundo informações seria da antiga LESTE, e que a mais de 100 anos está inutilizável, ainda tentei mostrar a ele a importância daquele espaço para as crianças, pois ali eles praticam esporte e ficam longe das drogas e dos perigos que é andar nas ruas. O senhor disse novamente que iria cercar e saiu. Em respeito a sua idade não insisti.

A felicidade de enfim ter o seu espaço pode acabar.
Esta área conhecida como “Tanque dos Trintas”, segundo os mais velhos deu origem a nossa cidade, foi lá que inicialmente os trabalhadores da LESTE acamparam, e cavaram um taque para que a água fosse utilizada por eles. Ano passado a Prefeitura Municipal, entupiu o tanque para evitar, acidentes. Com a área plana, as crianças, que antes usavam um pequeno espaço ao lado da linha férrea, nas proximidades do bueiro, pediram ao atual Prefeito para utilizar tal espaço. A prefeitura colocou uma máquina para ajudar na construção da pista, que depois de meses carregando vários carrinhos de mão, com muito trabalho está concluída.

Não se sabe o que motivou tal atitude, percebe se que o único objetivo é prejudicar a utilização do terreno antes abandonado, (é bom lembrar) pelas crianças, pois quem vai ao local logo vê que o único espaço atingido pela cerca é a pista de bicicross.
Todos os dias é grande o número de crianças andando de bicicleta na pista, construída por eles.

Chamamos a atenção das autoridades, prefeito, vereadores, igrejas, associações, sindicatos, sociedade civil organizada para analisar esta questão, as crianças não invadiram a área, depois de muitos anos sem uso, hoje mantida limpa, e sendo útil resolveram com tal atitude acabar com a felicidade de cerca de 40 jovens, crianças e adolescentes que repito, utilizam o espaço para praticar esporte.
Seja um vencedor pratique esporte!
Será que vão permitir?
Obs.: Uma abaixo assinada está em andamento, e em apenas um dia já conta com mais de 200 assinaturas.

Participe você também comentando este assunto, Obrigado.
Por Rubenilson Nogueira

Festival de Violeiros

Na abertura do Festival, os violeiros cantaram o hino dos trovadores.

O violeiro e
repentista Bui.
Aconteceu no sábado dia 10 de abril, o 1º Festival de Violeiro de Barrocas, com membros da ASTROVERES. O evento contou com a participação de cinco duplas competindo, além da dupla Juliano e Zé Martins, filhos de Barrocas que fizeram a abertura do festival. Dentre os violeiros destaco a participação de Bui que veio de Valente e fez dupla com Antonio Maracujá. Apesar de não ter vencido o Festival, individualmente o classifico como o melhor da noite, pois arrancava a cada verso os aplausos do público. Cerca de 150 pessoas, muitas destas vindo das cidades circunvizinhas estiveram presentes, e aplaudiam as cantorias e os desafios.
Vereador Kekeu, Prefeito Almir e
Vereador Zé Inácio.
O prefeito Municipal Almir de Maciel, apoiou o festival e esteve presente, juntamente com os vereadores Kekeu e Zé Inácio. O maior representante da Cultura barroquense, Celso Coelho da Casa do Sertão juntamente com seu irmão Gelson e família observavam atentamente a apresentação de cada dupla, em alguns momentos Celso chegou a se emocionar. No final a classificação foi: 1º Antonio Queiroz e Bráulio Pinto – 2º Miguelzinho e Flávio Ferreira – 3º Lugar Bigode e Zé Pedreira – 4º Lugar Davi Ferreira e Lavandeira – 5º Bui e Maracujá.
Logo após a entrega dos troféus, o grupo de forró Amigos da Ladeira tocou e fez o público dançar. Destaco a participação de moradores da “Rua do Quebra” que estiveram junto com o vereador Kekeu , também morador daquela rua e juntos dançaram Forró Pé de Serra.
A organização do Festival foi de Antonio Queiroz e Bráulio Pinto.

Por Rubenilson Nogueira

sábado, 10 de abril de 2010

Barrocas: Pequenos agricultores começam a plantar.

Animados com a chuva, os pequenos agricultores iniciam o plantio, toda a família participa, alguns cavam as covas outros semeiam as sementes e fecham as covas com os pés. Segundo o Senhor Joaquim da localidade de Umbuzeiro, com dois meses e três semanas se continuar chovendo ele já poderá colher o feijão plantado hoje à tarde. Antonio, conhecido como Tonho Cigano cavava as covas junto com sua mãe, conversou com nossa equipe e disse: “Plantamos para o consumo da família, não para vender, nessa terra aqui já foi plantado hoje pela manhã o milho e agora estamos plantando o feijão”.
Deu pra perceber a felicidade com que toda família estava trabalhando, chagavam até a brincar uns desafiando os outros, quem cavava desafiava quem plantava dizendo que tava dando uma surra.

A chuva traz alegria para todos nós nordestinos, só sentimos que em partes do Brasil algumas tragédias tenham acontecidos devido ao desabamento de terras causados pelo volume das chuvas.
Da Ronda @ Nossa Voz

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Homem morre afogado em tanque no povoado de Lagoa do Velho.

No fim da tarde de quinta feira a polícia militar recebeu um chamado, pois havia a suspeita de que um homem de aproximadamente 44 anos havia desaparecido, e provavelmente teria se afogado num taque no povoado de Lagoa do Velho. As polícias Militar e Civil foram ao local, mais logo escureceu, impossibilitando as buscas. Havia ainda a dúvida se realmente o rapaz estivesse na lagoa.










Hoje pela manhã a polícia voltou ao local e com a ajuda de nadadores da região que fizeram uma varredura na lagoa, depois de muito trabalho conseguiram localizar o corpo do senhor Antonio dos Santos Santana, conhecido como Baiaco, que é morador da localidade. Segundo informações Baiaco trabalhou até o meio dia de quinta-feira (08) nas terras de um vizinho, em seguida foi ao Bar tomar uma para almoçar, sob efeito da bebida resolveu tomar banho na Lagoa e acabou se afogando. Durante a semana o mesmo havia comentado com amigos que morreria afogado.

Foi esta Lagoa que deu origem ao nome do Povoado, de “Lagoa do Velho”, a mesma não é utilizada para banho. Há no centro um determinado local que tem profundidade de quatro metros, além de ter muitas pedras o que a torna ainda mais perigosa.

Nadador que encontrou o corpo no fundo da lagoa.

Outros nadadores que moram na região, desceram para retirar o corpo do fundo da Lagoa.

O corpo foi encontrado por volta das 07:00h da manhã, depois de muito trabalho.

Muitas pessoas acompanharam as buscas.

Por Rubenilson Nogueira