quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Serrinha: Homem é conduzido à delegacia por suspeita de maus-tratos a cão. Animal foi encontrado morto

Imagem Reprodução
Na terça-feira (20), aproximadamente às 15h30, uma guarnição da 1ª Companhia de Polícia Militar, foi acionada por três pessoas, um homem de 28 anos, protetor independente de animais, uma estagiária de Medicina Veterinária e mais um homem de 44 anos, que solicitaram que os policiais os acompanhassem até o Povoado de Floresta, no município de Serrinha para averiguar uma situação de maus tratos a animais. Ao chegar no local, foi constatado que um cachorro que sofria maus-tratos estava morto.  

Segundo o Portal Ailton Pimentel, a ex-mulher do suposto infrator informou que o homem de 42 anos, proprietário do animal, estava trabalhando em uma fazenda próxima. Ao chegar no local indicado, o homem e sua ex-esposa foram conduzidos à Delegacia de Polícia para a adoção das medidas cabíveis.

Na última terça-feira (29), o Presidente da República sancionou a lei que aumenta as penas para quem maltratar cães e gatos. Agora, a punição passa a ser prisão de dois a cinco anos, além de multa e proibição da guarda. Anteriormente, a pena era de detenção de três meses a um ano, além de multa. 

@ Nossa Voz - Por Ana Clara / Informações do Portal Ailton Pimentel

Sem comentários:

Publicar um comentário