terça-feira, 16 de maio de 2017

Falta de chuva compromete plantações de milho e feijão em Barrocas


Foto Victor Santos
O ano de 2017 não está sendo fácil para muitos agricultores barroquenses, as plantações, principalmente do milho e do feijão estão comprometidas pela falta de chuva e muito sol dos últimos dias.

Na comunidade de Alagadiço, distante cerca de 3 km da sede do município, o que se plantou não desenvolveu, segundo agricultores, a medida que os dias passam e a chuva não vem, aumenta a incerteza da colheita. Resta aguardar e torcer para que o tempo mude: "olhar e esperar, plantar da muito trabalho, e ver a roça assim corta o coração" explicou o agricultor Geraldo Andrade. 

Senhor Geraldo
Com 49 anos, Geraldo tem nos fundos de sua casa um terreno que todos os anos prepara para o plantio, sua preferência é pelo feijão carioquinha e o milho. Ele relembra que em março as chuvas e trovões anunciavam um bom 'inverno', logo, preparou a terra e escolheu as melhores sementes: "coloquei 20 litros de feijão e uns 3 de milho, a chuva foi boa e agora parece que sumiu" lamentou. 

Passado quase dois meses, nesta terça-feira (16) ele olha para o que plantou e lamenta : "depois que o sol bateu forte o feijão não aguentou, sem chover ainda. Se passar essa semana e não chover perco tudo, o milho e o feijão, este ano está assim, nos outros choveu bem e colhi 7 sacos de milho e 3 de feijão, este ano não vai ter nada" afirmou Geraldo. 

O conhecido Tonho
Não muito longe dali, quase vizinhos, o pedreiro Antonio Sergio, de 54 anos, não esconde sua tristeza com a situação de suas três tarefas de terra, nelas são possível encontrar o milho, feijão, mandioca e a abóbora, todas com uma coisa em comum, prestes a morrer sem a chuva. 


"Tem quase 4 anos sem um bom 'inverno' em Barrocas, tem tempo que eu plantei e colhi, dá ultima vez plantei só cresceu a abóbora". Graças a ideia de construir um tanque de cimento no quintal, a chuva que cai escorre até o reservatório que fica a alguns metros de onde plantou "mas só posso molhar uma ou duas coisas, não tem condição de mais, então eu escolhi a abóbora e o quiabo, o restante é tudo perdido se não chover até pra semana". lamentou.


Para os próximos dias apenas sol com algumas nuvens, as previsões do site Clima tempo indicam que caso haja precipitação não passará dos 10mm, estimativa relacionada aos próximos dez dias.

Senhor Geraldo capinando a área plantada
Apesar da atual situação, estes homens não perdem a esperança e mantém a fé na chegada da chuva, mesmo com o cenário preocupante o senhor Geraldo segue limpado a plantação, um trabalho árduo feito quase que diariamente.
@ Nossa Voz - Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário