domingo, 7 de fevereiro de 2021

Com sindicato, sem aumento, sem apito, com parcimônia

Secretária Jackeline, Professora Lorene, Prefeito Jailson, na Jornada Pedagógica
Foto: Reprodução Facebook
Tive bons professores, cada um com o seu método de transferir conhecimento, com uma forma singular de lidar com a turma. Ainda me lembro das minhas aulas com a professora Nilza, tão importante na minha formação como cidadão. Adorava ouvir suas explicações, gostava ainda mais das histórias que ela nos contava. Recordo-me do carinho da saudosa pró Edna com seus alunos, dos importantes conselhos do professor Raimundo. Tenho na memória, a firmeza de Gean, o humor de Anizelita, a paciência da professora Nildes.

Conservo mais que carinho e respeito por todos os meus professores, admiro a grande maioria deles, lhes sou eternamente grato. Mas não é só por meus professores que defendo valorização, cobro ambiente adequado, melhores condições de trabalho. Penso nos professores dos meus filhos, e vou além. Me preocupo com a qualidade dos profissionais das diversas áreas que serão formados numa sala de aula.

Desiludido da coisa pública, queria nem que por um único dia ser presidente, governador, prefeito, para num ato irrevogável nas três esferas de poder, dar o justo aumento aos mestres com muito carinho. Eu não sei qual o problema de alguns políticos em reconhecer a importância dos educadores, parece que eles tem certo despeito, temor, não sei. Vejo gestores ao invés de valorizarem a classe, agindo para controlar as entidades que lhes representam para assim, não serem cobrados por exemplo, por aumento de salários.

A maioria dos políticos só valorizam os professores nos discursos, na prática intimidam, perseguem e com desculpas esfarrapadas, como queda de receita, deixam de conceder o que é de direito. Só não entendo porque mesmo agindo assim, são aclamados. Palmas para mais um ano sem aumento! O pior é que após os aplausos do público, vem o silêncio total de quem deveria lutar sem titubear por justiça. Parcimônia meu povo, parcimônia. 

Pelo menos agora os professores recebem salário antecipado. A maravilha, o surreal acontece todo dia 20 de cada mês, ou seja de 30 em 30 dias, mas sempre o 'antecipado' ganha destaque, curtidas e compartilhamentos. 

Apitos? Não, não, isso pode prejudicar! Então viva o IDEB e o selo Unicef, isso sim ajuda o homem! E como reconhecimento aos que realmente contribuíram com essas importantes conquistas, basta um banner cafona! 

@ Nossa Voz por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Publicar um comentário