terça-feira, 17 de novembro de 2015

Barrocas; Após divulgação de vídeo em redes sociais, Direção da Escola Municipal do Alto da Porteira divulga Nota de Esclarecimento

Fotos divulgadas pela Direção da Escola
Na noite da segunda-feira (16), a Direção da Escola Municipal do Alto da Porteira, através do perfil no Facebook, publicou Nota de Esclarecimento que seria uma resposta a divulgação de um vídeo onde um pré-candidato a vereador, aponta problemas na quadra de esportes escolar, que além das atividades da unidade, atende toda a comunidade. No mesmo vídeo o homem também trata da obra de ampliação da escola, questiona valores gastos na obra e reclama de correntes que seguram as traves da quadra. Na nota a direção da escola revela que a unidade já deveria ter cisterna e muro desde 2001, talvez por isso tenha sido necessário valor maior para fazer algo que já constava como pronto, quanto as correntes seria uma medida tomada para evitar acidentes. A direção ainda repudiou o uso político dos problemas que reconheceu enfrentar; "...sentimos quando pessoas que nunca se dispuseram a ajudar nem a unidade escolar nem a comunidade aparecem de repente para de certo modo se aproveitar politicamente da situação...".  

Laia a Nota na Íntegra...

Adicionar legenda
Barrocas 16 de Novembro de 2015

Direção Escola Municipal do Alto as Porteira
Nota de Esclarecimento

Viemos através desta, esclarecer sobre divulgação de um vídeo nas redes sociais, comentário e recente matéria postada no Blog Barrocas no Ar sobre obra na escola e a situação da quadra escolar.

Nós responsáveis pela escola queremos antes de qualquer coisa dizer que sabemos dos problemas que enfrentamos no nosso dia a dia, que a direção, professores e demais funcionários estão sempre lutando para que venha melhorias não só para a nossa escola, mas também para a comunidade. 

Desde o ano passo, a escola vem lutando por sua ampliação buscando forças da prefeitura e das secretarias, fomos até Câmara de Vereadores através do ex-presidente José Eclécio pedir que fizesse um projeto para que ampliasse e também a escola fosse murada, outra necessidade exposta foi a construção de uma cisterna. 

Para nossa surpresa ficamos sabendo que nos documentos tanto o muro quanto a cisterna já constavam como construídas, isso ficou evidente depois que o projeto foi analisado, então a escola já era murado e já tinha cisterna desde que foi construído em 2001. Foi informado que não tinha como fazer o projeto e isso nos levou a procurar por ajuda de varias pessoas ate mesmo presidente, secretaria de educação, jornal local. 

Decidimos ir até a Prefeitura Municipal levar a situação ao conhecimento da Secretaria de Administração Patrícia Carneiro onde ela nos garantiu e cumpriu a “reforma”, mas só reforma não adiantava, pois o colégio estava sem segurança e aproveitando que já tava os funcionários aqui terminado a ampliação nos deslocamos novamente para prefeitura e fizemos o pedido que construísse o muro e assim ela vendo que a escola necessitava autorizou a construção. Falta apenas detalhes para finalização desta obra, que já deveria ter sido executada na gestão passada. Sobre a cisterna como também não podia ser construída buscamos por ajuda da Secretaria de Agricultura Maria Lucenir e conseguimos através de um projeto do governo uma CISTERNA onde o colégio entraria para cavar o buraco onde vai colocar a cisterna plástica, só estamos esperando empresa responsável para colocar no lugar.
 
A Quadra antes do término do primeiro semestre foi toda soldada , e colocada telas, a iluminação também foi recuperada mas por a comunidade ser carente e só conta com espaço de lazer, sem falar das ações de vândalos, hoje se encontra em um estado não muito bom. Esclarecemos que as traves presas em corrente foi referido ao um pedido da administração da escola que após um incidente que houve com um aluno o melhor era fixar as traves e assim foi feito utilizando as correntes.

Hoje nossa escola conta com 3 salas , 1 secretaria, 1 área para lazer, 4 banheiros dois interno e dois externo, 1 área para cantina e local para reuniões, sabemos que temos muitas lutas pela frente mas não é como se referem em comentários e vídeos que está tudo acabado, não sabemos o valor investido na reforma só sabemos que a obra está quase concluída e que falta pouca coisa, que a quadra foi toda soldada, traves concertadas e recebemos ainda material esportivo periodicamente .

Mas por ser apenas uma na comunidade e ser usada quase o dia todo é impossível que a escola fiscalize dia a noite os vândalos que vem destruindo a mesma.

Nosso objetivo é apenas esclarecer os fatos, pois lutamos muito por essa escola e pela comunidade, e sentimos quando pessoas que nunca se dispuseram a ajudar nem a unidade escolar nem a comunidade aparecem de repente para de certo modo se aproveitar politicamente da situação, se queriam ajudar nas cobranças por uma escola cada dia melhor que nos procurassem, esse é um desejo também nosso, porém distorcer fatos, manchar um trabalho sério em nada ajudou nem a comunidade nem a escola.

Direção Escola Municipal Alto da Porteira

@ Nossa Voz - Fonte: Rede Social

Sem comentários:

Enviar um comentário