segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Barrocas: Obra de reforma e ampliação do Hospital Municipal paralisou mais uma vez

Obra conta com quase 900 mil reais em investimentos
A demora na conclusão da Obra de ampliação e reforma do Hospital Dr. José Maria Magalhães Neto, dificulta o atendimento na unidade e preocupado a população. 

Não está sendo fácil para direção e funcionários conseguir manter o atendimento à população com a unidade passando por uma grande obra de reforma e ampliação que se arrasta a meses. Atualmente os trabalhos na obra estão paralisados e de acordo com informações, já são quase 30 dias nessa situação, a mesma fonte revelou que será preciso um aditivo de recurso por parte da Prefeitura para que a obra enfim seja concluída. 


Convênio foi firmado entre a SESAB e a Prefeitura Municipal de Barrocas.
Não foi a primeira vez que os trabalhos foram paralisados por conta do mesmo problema, atraso no repasse de recursos. Dados obtidos na placa afixada em frente à unidade, informam que a obra foi inciada em 21/03/2014 e tinha previsão de término em 21/09/2014, ou seja, já são 14 meses de atraso.

A obra foi orçada em R$ 863.298,64 (oitocentos e sessenta e três mil, duzentos e noventa e oito reais e sessenta e quatro centavos), parte do recurso foi obtido através de um convênio firmado com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB) no valor de $ 550.000,00 (quinhentos e cinquenta mil reais), a contrapartida de R$ 313.000,00 (trezentos e treze mil reais) cabe a Prefeitura Municipal de Barrocas.

Robenildo Brito
O Diretor da Unidade, Robenildo Brito relatou o bom andamento da obra, antes da paralisação, segundo ele reboco, sistema elétrico, portas e janelas estão prontos. O diretor pontuou que revestimento, pintura e piso são etapas ainda a serem concluídas pela empresa responsável pela obra e informou que junto ao Conselho Municipal de Saúde participou de reuniões que pedem providência para conclusão da reforma e ampliação.

Robenildo afirmou que o prefeito José Almir tem conhecimento da situação, e inclusive já até agendou uma reunião entre direção, conselho de saúde que deve acontecer nas próximas semanas para discutir a conclusão de uma das obras mais importantes para a população do pequeno município.

Enquanto isso, funcionários e pacientes da unidade se unem, sendo necessário um verdadeiro 'jogo de cintura' para dividir e utilizar as áreas de atendimento, conciliando com os locais em construção, sem que os serviços à população não sejam paralisados. 


A obra deveria ter sido concluída em setembro de 2014
Nesta segunda-feira (30) haviam operários em atividade, porém o Diretor informou que os trabalhos não fazem parte da reforma e ampliação e sim da conclusão de uma antiga construção de uma lavanderia.

Não conseguimos falar com o atual secretário Adelson Brito para que ele pudesse falar sobre a situação da obra e quem sabe informar qual a previsão de conclusão.


@ Nossa Voz - Da Redação

Sem comentários:

Enviar um comentário