terça-feira, 10 de novembro de 2015

Barrocas: Vereador Miguel Carvalho esclarece a suspensão do Concurso Público

Vereador Miguel Carvalho - Guel de Quinca 
Em áudio que circula nas redes sociais, o Vereador Miguel Carvalho de Queiroz, conhecido Guel de Quinca, desmente boatos que apontam como motivo da suspensão do Edital à não aprovação do concurso na Câmara de Vereadores; É mentira!" declarou o vereador.

Miguel informou que no sábado, houve uma reunião, no antigo Colégio Plínio Carneiro, entre representantes de entidades de classe e membro de conselhos municipais, entre estes o Presidente do Conselho de Educação, Robenildo Brito, além de representantes da APLB e membros da Comissão criada para acompanhar e fiscalizar o andamento do concurso. O vereador diz que participou como representante do Poder Legislativo. Neste encontro, segundo o edil, diante da necessidade de algumas mudanças, houve um contato com o prefeito José Almir e foi acertado que o concurso seria suspenso para tais ajustes.

"Todas as opiniões, todas as conversas foram dentro da maior perfeição, na maior educação possível e todas as sugestões foram acatadas por unanimidade. Chegamos a uma conclusão de que seria ideal ligar para o Prefeito, combinar para adiar temporariamente o concurso até que se reúna novamente os mesmos membros que estavam presente naquele momento, com o prefeito, e ver o que esta certo para continuar e o que precisa mudar. Ana Clécia a Secretária de Educação ligou para o Prefeito e eu conversei com o prefeito, ele autorizou Geane Mota entrar em contato com o jurídico da Prefeitura e fazer o melhor", relatou.

Miguel disse ainda que haverá outra reunião em breve,  ele acha que o concurso foi suspenso por essa razão; "vamos discutir o que for melhor para o município, esse negócio de obá obá não existiu...", o vereador finalizou dizendo que o concurso não 'tá cancela apenas suspenso'.

Miguel Carvalho não faz parte da base aliada do atual prefeito, porém acabou fazendo o que a assessoria do gestor ou mesmo os vereadores da base poderiam ter feito para evitar o clima de apreensão e desconfiança em torno do concurso público.

Ouça o que disse o vereador. 

@ Nossa Voz

Sem comentários:

Enviar um comentário