quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Barrocas: População começar a perder as esperanças com a realização do Concurso Público

Foto Reprodução
O tempo passa, e com ele se vai a esperança da população de que o Concurso Público aconteça no município de Barrocas.

As inscrições foram suspensas no dia 10 de Novembro, desde então não há informações a respeito, levando algumas das pessoas a perderam totalmente as esperanças de que o concurso aconteça, parte dos que se inscreveram já pensa em pedir o dinheiro de volta. 

A favor do concurso, o músico Sidnei Santos chegou a convocar a população para ir a Câmara quando surgiram boatos de que os vereadores não aprovariam o projeto que criava a estrutura dos cargos, possibilitando a realização do concurso, com apoio popular o projeto acabou aprovado naquela oportunidade. 

O concurso foi lançado, mas quatro vereadores; Miguel Carvalho, Antonio Carlos, José Santiago e Waldir Ferreira, alegando haver irregularidades na processo licitatório que escolheu a empresa que organiza o certame, logo as inscrições foram suspensa enquanto a Comissão aguarda o parecer do Ministério Público.

Nesta semana, o músico voltou a escrever, desta vez demostrou não ter mais esperanças, e ironicamente agradeceu à aqueles 'fizeram de tudo para que o concurso fosse suspenso';

"É rapaz parece que o Concurso de Barrocas entrou água mesmo queria agradecer as pessoas que fizeram de tudo para que esse concurso fosse suspenso, cancelado ou sei lá. E as pessoas que se inscreveram? Irão devolver o dinheiro? Vocês pensaram no povo que tanto procura por um emprego para não depender de Político nenhum ai fica esse jogo Político e quem sai perdendo? Lógico que é Você que ta se matando pra estudar você que se inscreveu e tudo mais. No meu entendimento quem pediu a suspensão desse Concurso não estava pensando no Povo. Mais digo-lhes uma coisa o Povo ta de olho e a resposta será dada podem ter a plena certeza disso." Protestou o músico através do seu perfil no Facebook.

@ Nossa Voz

Sem comentários:

Enviar um comentário