quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Estiagem: Mistura de palma e mandacaru ajuda a matar a fome dos animais em Barrocas

Foto: Victor Santos
A vida do homem do campo já não é fácil, mas tudo fica ainda mais difícil nos períodos de estiagem, é quando além da 'labuta diária' é preciso aplicar conhecimentos adquiridos com os mais velhos. 

Alguns, ao olhar para o mandacaru, planta rodeada de espinho, não imagina que ela é fonte de alimento e sempre foi usada para matar a fome dos bovinos, caprinos e ovinos em longos períodos de estiagem. A palma também tem seu papel nessas épocas, ela tem menos espinhos que o mandacaru, as duas depois de 'preparadas', na falta do capim evitam que os animais não passem fome além de ser uma opção barata.

Mandacaru já não é encontrado como antes
Alternativa encontrada pelo senhor Tonho de Alaerte, 53 anos, que aprendeu a usar a palma e o mandacaru com o seu pai, enquanto a chuva não chega para molhar a terra e fazer o capim crescer, a palma e o mandacaru são diariamente cortados e alimentam os animais na sua propriedade; "o mandacaru é mais forte que a palma, coloco os dois e complemento com um pouco de farelo, mas é muito gasto só fosse só ele, e com essa mistura tem alimento todos os dias".

O estoque fica em uma casa de farinha sem funcionamento, as plantas nativas da caatinga fornecem nutrientes como potássio, magnésio e cálcio, além da proteína e fibra, características nutricionais semelhante a palma que também serve para alimentação. O trabalho da encontrar o mandacaru e a palma começa nas roças, a extração demora e é preciso cuidado para manusear as plantas.


Cortar o mandacaru, retirar os espinhos ainda no pasto, transportar para uma antiga casa de farinha, partir em pedaços pequenos abastecer o cocho, todo esse trabalho é feito nos finais de tarde,  trabalho braçal, Tonho carrega a cesta de 10kg das plantas até o pasto, próximo a casa de farinha, todo esse esforço garante que a única vaca que cria se alimente. 

O mandacaru e a palma resistem a seca, mesmo as mais longas, pois tratam-se de plantas úmidas que podem alimentar e hidratar o animal. Resta a preocupação com a falta de chuva, e com o consumo das plantas que podem faltar nas propriedades. 
@ Nossa Voz - Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário