terça-feira, 25 de outubro de 2011

Morador acende fifó como forma de protesto.


 Algo inusitado atraiu a atenção de quem passava na Rua Maria das Dores, nas proximidades do Hospital Municipal, Centro de Barrocas.

Diante da escuridão que por dias a rua se encontra, alguém resolveu protestar e para isso acendeu um fifó, ou seja, uma lata com estopa ou tecidos, encharcados em óleo, em seguida coloca-se fogo, a claridade não é das melhores mais pelo menos diminuiu o breu que a rua se encontrava.
Em Barrocas, o fifó foi muito utilizado no passado, quando não existia energia elétrica por aqui, contam os mais velhos que o senhor Pedrinho de Câdido era o responsável por os acender.  Eles , assim como os lampiões, foram aposentados depois que o Senhor conhecido como Francisquinho conseguiu enfim a energia elétrica vinda de Paulo Afonso.
Segundo algumas pessoas que estavam nas proximidades, há dias a rua encontra-se às escuras, o que teria chateado os moradores.
O fato chamou a atenção de quem passava.
Possivelmente um morador mais revoltando tenha tido esta atitude, algo positivo do ponto da mobilização, de não se calar diante da inércia do poder público na solução de problemas simples, mas é importante lembrar que este tipo de ação pode causar um incêndio, pois o fifó foi colocado num poste.

Outras ruas além da Maria das Dores estão às escuras, uma delas é a Avenida Antonio Pinheiro da Mota, justamente em frente ao Batalhão da Polícia Militar e principal acesso de estudante ao Colégio Municipal de Barrocas.
Escuridão na Avenida Antonio Pinheiro da Mota.
Da Ronda @ Nossa Voz

3 comentários:

  1. Esse morador mostrou que tem atitude !!

    ResponderEliminar
  2. Não é só essa rua que necessita de iluminação a Rua Petronilio dos Santos, Rua Roque Avelino também está com uma escuridão terrivel.
    já avisado do problema o eletricista nunca providenciou o reparo necessário.

    ResponderEliminar
  3. Ruas escuras o que fazer com essa cidada nossa é muita coisas erradas para o tamanho da cidade.

    ResponderEliminar