quarta-feira, 29 de julho de 2015

Presidentes das CDLs de Barrocas, Serrinha e Teofilândia se reuniam para discutir melhorias para o comércio da região.

Presidente Tuca, CDL Serrinha, Clécio e a Gerente Rosy CDL de Barrocas e Toinho CDL Teofilândia  
Os presidentes reuniram-se na sede da CDL de Serrinha nesta terça-feira (28) para dá continuidade ao Programa de Desenvolvimento de Fornecedores que tem como objetivo discutir novos projetos e ações para os municípios vizinhos (Barrocas, Serrinha e Teofilândia). 

A união das entidades é algo importante para o desenvolvimento do comércio de região, os presidentes apontaram problemas que as cidades enfrentam, alguns deles presentes nos três municípios. Foi reafirmado compromisso na busca por fomentar as atividades comerciais, porém todos afirmaram a necessidade da participação do poder público municipal nesse processo.

A conquista do Posto de Atendimento do Bradesco para Barrocas foi elogiada pelo senhor Antonio Carlos (Tuca) presidente da CDL de Serrinha; “Um grande passo para melhorar a economia local, a CDL está de parabéns”, disse. 

Presidente Tuca e Gerente Anete CDL Serrinha, Clécio da CDL de Barrocas e Toinho CDL Teofilândia  
Antonio Fernandes (Toinho) Presidente da CDL de Teofilândia comentou que os prefeitos das cidades precisam ter uma relação mais próxima com as CDL, mantendo a entidade informada sobre decisões que forem tomadas em relação ao município, que também envolve o comércio local.

O barroquense Clécio Queiroz, próximo de concluir seu mandato à frente da CDL local, falou da importância do encontro; “precisamos está sempre nos reunindo, para discutir assuntos que sejam de interesse de todos, fazermos planejamentos estratégico pensando na região” Clécio destacou a criação de um Fórum de Desenvolvimento Econômico e Social, mas lembrou que o êxito do programa depende da união de todos; “é preciso união dos líderes empresariais com objetivo de pensarmos no desenvolvimento econômico das cidades; sentar diante do prefeito e reivindicar ações da prefeitura; elaborar projetos com pessoas qualificadas para que aumente a renda local gerando emprego, melhorando a qualidade de vida, fazendo a economia crescer; buscar receitas alternativas através de outros projetos” comentou.

Por Rubenilson Nogueira - Informações e Fotos CDL Barrocas

Sem comentários:

Enviar um comentário