sábado, 4 de julho de 2015

A polêmica em torno da conquista do PA do Banco Bradesco em Barrocas


Depois de vários encontro e reuniões a CDL de Barrocas através do seu Presidente Clécio Queiroz, da sua Diretoria e Equipe Administrativa, (ver aqui) conseguiu mostrar para a Direção do Banco Bradesco que a cidade reunia condições de receber um PA (Posto de Atendimento), mas para tanto seria necessário garantias. 

Logo o Poder Público Municipal foi procurado pela CDL, o Prefeito José Almir, Secretários, além  do Vice Prefeito, (ver aqui), se prontificaram em ajudar, sedendo por exemplo uma folha de pagamento de servidores para que recebessem seus vencimentos via Bradesco.

As negociações avançaram e logo veio a boa notícias, a CDL conseguiu; Instalação do Posto de Atendimento do Bradesco em Barrocas foi aprovada (clique para ler).



Restava então a escolha do ponto (aluguel do prédio), onde o PA do Bradesco iria funcionar. Parte da Diretoria pensando em gerar movimento na Praça da Matriz, além da ideia de descentralizar os serviços bancários até então, presentes na Avenida Antonio Pinheiro da Mota, opinaram por ser prioridade a instalação do PA nas imediações da Praça São João. 

Analisando os fatos percebemos que só neste momento outras 'correntes políticas' entram no processo, e qual o motivo? Ter o ponto alugado à instituição financeira, ou seja, se beneficiar com a vinda do Bradesco para Barrocas. Mas não parou por aí, logo começa a circular na cidade, boatos apontando que três irmãos empresários, seriam os verdadeiros responsáveis pela vinda do PA, no mínimo uma tentativa de se apropriar de uma conquista de uma instituição séria e representativa como a CDL. 

Um blog da cidade, que não tem claramente um responsável por sua edição ou mesmo publicações dos textos (em sua maioria anônimos, ou copiados de outros meios de comunicação sem que os créditos sejam respeitados),  publicou uma matéria, nela afirma que a escolha do ponto alugado se deu, (segundo a referida postagem) pela influência do senhor Edilson Ferreira, que teria conta há 30 anos no Banco; "Edílson ex Prefeito, proprietário do imóvel aonde vai funcionar o Bradesco foi privilegiado por ser cliente há mais de trinta anos do Banco e ter uma boa movimentação bancaria na empresa", afirma trecho do texto que não apontou a CDL como responsável pela instalação do PA em Barrocas. 

Horas depois o administrador do Mural hospedado no blog, aceitou o seguinte comentário; "O Bradesco só veio para Barrocas graças a Edilson, Jai e Tonho da Loja".

A postagem e o comentário do mural gerou polêmica nas redes sociais, ex presidentes da CDL, Rubenilson Nogueira (2 mandatos) e Givaldo Ferreira trataram do assunto; 

"Falta de respeito com uma instituição séria, com uma Diretoria formada por comerciantes comprometidos, com as funcionárias que muito se esforçaram em prol dessa causa. Mas vindo deles eu não esperava outra coisa e até cheguei a alerta; "Vão se beneficiar com a vinda do Banco (alugando o ponto) e ainda irão afirmar que foram eles que conquistaram o Posto de Atendimento!", escreveu Rubenilson.

"..faço parte desta instituição e sei de perto a luta da CDL em prol do desenvolvimento e do bem de todos barroquense", escreveu Givaldo conhecido Péu da Vidraçaria. Tanto ele como Rubenilson além de serem ex-presidentes e fundadores da instituição, fazem parte da atual diretoria.

Administrador da fan page, Barrocas Sem Censura, o barroquense Cicero Gois escreveu um texto sobre a polêmica.

OBRIGADO DIRIGENTES DA ‪CDL‬

Reprodução Facebook Cícero Gois
A cada semana acontece um fato novo, ou uma afronta sem igual em Barrocas, porem tudo acontece na volta dos Sócios do 'Clube da Avenida Antônio ‪Pinheiro‬ da Mota'. Não faz muito tempo que os representantes da Cdl Barrocas (Câmera ‪‎Dirigentes Logistas de Barrocas), começaram a peregrinar em busca de apoio para trazer mais um Banco para a Cidade; 

Reprodução Facebook Cícero Gois
A cada dia que passa as pessoas estão se tornando ainda mais incapazes de reconhecer e pedir ‪desculpas por seus erros.

Foram vários reuniões e parcerias com o poder público de Barrocas. Juntaram-se com Representantes do Bradesco onde foram abordadas requisições importantes, requeridas pelos representantes da instituição bancaria! Os dirigentes lojistas com êxito prontificou todo apoio necessário para obter á instituição na Cidade.

Logo surgiu a vontade da maioria dos membros ‪‎Lojistas que o ponto físico do Banco fosse situado em endereço ‪‎oposto á Avenida Antônio Pinheiro da Mota: visando movimento em outros pontos da Cidade.

O representante fez uma serie de exigências que a instituição financeira teria que ser implantada no ponto com segurança: logo os dirigentes lojistas foram em busca de inúmeros pontos comerciais.

Más assim quando assistimos a uma novela ‪repetida sabemos qual será o final da ‪trama! Também já prevíamos o ponto inicial dessa questão que ficaria justamente com a mesma pessoa da Caixa econômica que tornou 'Caixa ‪‎Fechada' á Casa Lotérica que passou á ser 'Casa fechada'.

Más como diz no texto exposto na imagem acima que o privilegio é do Ex-Prefeito por ter conta bancaria 30 ‪‎anos‬ na mesma instituição! Usou com ‪‎ironia ou de maneira impensável. Excluiu todas as lutas dos Dirigentes Lojistas e representantes públicos que participaram dessa maratona! (Cícero Gois)

Talvez para a população barroquense pouco importe quem, e como o PA do Bradesco foi conquistado, ou mesmo onde ele funcione, mas é justo alguém se apropriar de uma Conquista? Pessoas públicas, com aspirações politicas tentarem ou permitirem que sejam colocados como responsáveis por uma conquista pela qual não lutaram, isso cousa espanto e por isso muitas pessoas se manifestaram. Até o momento, nenhuma nota de esclarecimento foi publicado por nenhum dos citados indevidamente como responsáveis pela vinda do PA, nem mesmo aqueles que usam bastante o Facebook quiseram esclarecer os fatos, porém depois da repercussão do caso o blog excluiu a mensagem do mural. Pegou mal!
@ Nossa Voz - Da Redação

Sem comentários:

Enviar um comentário