terça-feira, 17 de março de 2020

Vigilantes da agência do Banco do Brasil de Barrocas aderem a greve da categoria e agência interrompe atendimento

Foto: Reprodução
Em contato com a redação do JANV na manhã desta terça-feira (17), um vigilante que trabalha na agência do Banco do Brasil em Barrocas, informou que os profissionais haviam aderido à greve estadual da categoria, que reivindica melhores salários e aumento no tíquete-alimentação. Em virtude da paralização a agência suspendeu o atendimento interno, ficando apenas o autoatendimento disponível para os clientes. O movimento iniciou no estado no dia 10 de março e ganhou força também no interior. 

Foto: Arisson Marinho/CORREIO
De acordo  com o Sindicato dos Empregados de Empresas de Segurança e Vigilância do Estado da Bahia (Sindvigilantes), as reivindicações são um aumento de 13% nos salários (sendo 8% correção da inflação de 2018 e 2019 e 5% de ganho real), além do tíquete-alimentação subir de R$ 13 por dia para R$ 23. Os patrões oferecem um aumento de 1,5% no salário. A categoria afirma que não recebe reajuste no salário desde 2018.

Em relação a ausência dos profissionais nas agências, o 16° Batalhão de Polícia Militar da Bahia, através do Capital Araújo, emitiu um alerta a população e garantiu reforço no policiamento durante a greve:

Leia a Nota completa:

"A Polícia Militar vem através desta nota, informar que os vigilantes que prestam serviço em várias instituições bancárias do Estado da Bahia iniciaram greve por tempo indeterminado. Algumas agências de nossa Cidade (Serrinha) estão apenas com funcionamento prioritário e parcial. 
Orientamos que redobrem a segurança e atenção ao realizarem movimentações financeiras enquanto perdurar esta situação.
Estamos reforçando o policiamento na área comercial, a fim de garantir a normalidade de funcionamento de todo comércio". 
Capitão Araújo
Da Redação - Por Victor Santos / Colaborou Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário