sexta-feira, 12 de março de 2021

Covid-19: Vereadores aprovam projeto para aquisição de vacinas e medicamentos pela Prefeitura Municipal de Barrocas

Foto Reprodução Facebook
Na noite da quinta-feira (11), a Câmara Municipal de Vereadores do município de Barrocas, aprovou o projeto 004/2021 que de forma resumida, torna legal a aquisição de vacinas, medicamentos, insumos e também de equipamentos na área de saúde, para o combate da pandemia do coronavírus. O projeto de autoria do Poder Executivo municipal, foi aprovado por todos os vereadores presentes na sessão.

Com a ratificação do protocolo de intenções firmado entre os municípios de todo Brasil, ficou autorizada a dotação orçamentária própria para fins de compra das vacinas assim como de medicamentos. Após a ratificação, o protocolo converteu-se em contrato de consórcio público.

A entrega do projeto na Câmara foi feita pelo próprio prefeito José Jailson, que teve uma breve reunião com os parlamentares entes da sessão: "Estive hoje na câmara de vereadores para entregar o projeto de lei que da isenção ao município de Barrocas no consórcio da Frente Nacional dos Prefeitos, para a aquisição direta da vacina contra o COVID-19. Esse projeto é uma prioridade do município, principalmente por conta da situação de emergência que vivemos com o alto índice de casos e mortes causados pela pandemia", destacou.

O Prefeito disse que não sabe se os municípios conseguirão comprar as vacinas e lembrou que a prefeitura não tem condições de imunizar toda a população com vacinas compradas pelo município: "Sei que o município não tem condições de imunizar toda a população, mas iremos fazer todo esforço possível para adquirir o máximo de doses que puderem ser compradas com recurso próprio pela prefeitura. Por conta da falta da vacina, não sei se os municípios conseguirão comprar, mas iremos lutar muito para adquirir a vacina", garantiu sem falar da possibilidade de compra de medicamentos importantes na recuperação de quem está com a doença. Muitas pessoas estão tendo dificuldade para comprar com recursos próprios, os remédios prescritos pelos médicos.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Publicar um comentário