terça-feira, 30 de março de 2021

Em 30 de março de 2000 os barroquenses comemoram a liberdade não só de uma cidade, mas também de um povo

Fotos: Rubenilson Nogueira

Foram dias difíceis desde a volta à condição de distrito em 29 de abril de 1988, mas o povo não desistiu do sonho da independência, e numa época que os políticos não pensavam em ficar milionários, não se mediu esforços para a conquista da reemancipação. A política como meio de conseguir o bem maior uniu até mesmo adversários em busca do objetivo.

Com grande representatividade na Câmara de Serrinha, na ocasião eram 4 vereadores, as articulações e diálogos continuaram nos anos seguintes, até que em 1999 veio a certeza, em 30 de março de 2000 a confirmação. Na eleição de outubro, com a escolha de José Edilson e Joseval Mota, prefeito e vice, a formação da Câmara de Vereadores com 9 parlamentares, iniciou-se o desenvolvimento tão almejado e necessário.

Foto: Rubenilson Nogueira

A cada ano, reforça-se a importância daquele dia, a cada dia os barroquenses tem ainda mais compromisso com sua terra, uma paixão que leva o pequeno município a se destacar no Território do Sisal. Se o ouro gera receita, não dá para negar, a força dessa terra tá na raça do seu povo, gente que não se cansa de lutar, que acorda cedo para abrir o pequeno comércio, que viajam milhares de quilômetros para trabalhar, que plantam e colhem, pessoas que prestam serviços, quem atendem, ensinam e aprendem. Gente que não se cansa de buscar o melhor mesmo nos momentos mais difíceis, como durante essa pandemia que travou o mundo.

São 21 anos de histórias, e o Jornal A Nossa Voz em tempo que parabeniza Barrocas e aos barroquenses, reafirma o compromisso de seguir destacando nossa terra, informando e notíciando com responsabilidade. Parabéns Barroquenses!

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário