terça-feira, 29 de outubro de 2019

Barrocas: Paulino Freitas lamenta possível interrupção de projeto premiado que beneficia jovens no Pov. de Lagoa da Cruz

Foto: Reprodução Paulino Capoteiro
Em postagem nas redes sociais na segunda-feira (28), o fundador da Associação Desportiva de Lagoa da Cruz, (ADELC), Paulino Capoteiro, demonstrou sua preocupação com a possibilidade de encerramento do Projeto Resíduo Zero, que segundo ele gera emprego e renda na comunidade.

"Apos ser despejado do galpão da ACLC o -Projeto Resíduo Zero´ da ADELC, poderá fechar as portas, deixando pra trás quatro empregos diretos e vários indiretos, bem como um investimento de Seminários de parceria FBDM e ADELC, no valor aproximadamente de R$60,000,00", alertou Paulino.

Móveis com materiais reciclados - Foto: Reprodução
Ainda de acordo com ele, o projeto que consiste na produção de estofados, com reaproveitamento de madeiras doadas pela mineradora, chegou a receber um importante prêmio da FIEB no ano passado: "A fábrica de estofados com oito anos de existência, tem melhorado a qualidade de vida da comunidade, profissionalizando jovens, fomentado o esporte, a cultura e o lazer em Lagoa da Cruz, além de ter sido eleito projeto destaque em 2014 e ter conquistado o segundo lugar do prêmio sócio ambiental da FIEB em 2018" informou.

Madeira doada para ser reaproveitada na confecção de estofados - Foto: Reprodução
Segundo Paulino, o projeto vinha utilizando parte do espaço da antiga casa da farinha que pertence a Associação Comunitária do Povoado, mas a atual presidência decidiu por retirar o material que ficava alocado lá. Parte da madeira que seria utilizada na fabricação dos sofás, foi jogada no espaço externo, ficando exposta a sol e chuva.

@ Nossa Voz - Da Redação

Sem comentários:

Enviar um comentário