quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Barrocas: Padre Everaldo explica os motivos para o corte das árvores em volta da Igreja Matriz

Fotos: Rubenilson Nogueira
Na manhã desta quarta-feira (21), parte dos barroquenses viu com preocupação e tristeza o corte das diversas árvores que ficavam em volta da Igreja Matriz no centro da cidade. As árvores da espécia ficus foram plantadas há cerca de 15 anos na gestão do ex-prefeito José Edilson.

Ainda sem saber os motivos do corte e quem seria o responsável, logo sugiram diversos posicionamentos de pessoas a favor e contra, a maioria querendo saber o porque as árvores estavam sendo derrubadas, lamentando dentre outras questões, a falta de sombra na área a partir de agora. Diante da grande repercussão, o Pároco Everaldo Gois se manifestou em um vídeo e causou polêmica ao dizer que Barrocas estava cheia de "ambientalistas que jogam lixo na cidade, e que sujam tudo". O vídeo foi compartilhado nas redes sociais e até mesmo na página da Paroquia (assista abaixo). 



O vigário explicou que tinha autorização para o corte e falou dos motivos da ação, "...essas árvores de ficus as suas raízes chegam até 50 metros, destruído tudo que tem pela frente, canos, inclusive cisternas...", ao final explicou que novas árvores serão plantadas e disse, demonstrando certa chateação, que tinha um sugestão para as pessoas que estavam sentindo pena das árvores: "...eu dou uma sugestão, peguem um pé de ficus e plante ao lado da sua cisterna ou de preferência perto de banheiro da sua casa, que depois de um ano, ou dois vocês vão ver o resultado", afirmou antes de pedir que Deus abençoasse a todos.

A página da Paroquia também postou o documento no qual a Superintendência Municipal de Meio Ambiante autorizou o corte 'da árvore', que havia sido solicitado anteriormente, veja abaixo.

Clique para ampliar
Consultada, a vereadora Maria Lucenir que faz parte da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, disse que o caso não foi apresentado e nem aprovado pela comissão. Quem assinou a autorização foi a Superintendente Sirleide Damião. Numa postagem do JNV sobre o episódio, ela fez questão de informar que o Prefeito Municipal não tinha culpa no caso e que o Padre será responsável pelo replantio:"...quero aqui justificar que o prefeito não tem culpa da derrubada das árvores, foi uma autorização do órgão competente em solicitação do Padre pelos danos causados aos imóveis, Igreja e reservatório de água, onde será de responsabilidade do mesmo substituí-la por outras", escreveu.

Várias pessoas lamentaram o período do corte, época de muito calor em virtude do sol forte, e opinaram que antes da derrubada, outras árvores deveriam ser plantadas para uma substituição programada.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário