terça-feira, 12 de janeiro de 2021

Barrocas: Primeira visita do Telescópio Zeus, contemplou o Povoado de Ladeira na Zona Rural do município

Foto: Reprodução/Dawson Queiroz
Idealizado por um professor, o município de Barrocas, no Território do Sisal da Bahia, conta com um projeto inovador, voltado a observação do espaço e dos astros. O "Projeto Telescópio Zeus" é orientado pelo professor de exatas Dawson Queiroz. No seu primeiro 'episódio', no sábado (11), o projeto contemplou o povoado da Ladeira, localizado a 13 km da sede do município. 

A escolha da comunidade se deu através uma votação pela Instagram, a disputa foi entre os povoados de Ladeira e São Miguel do Ouricuri. O story ficou disponível por 24h, e após esse período foi divulgado o resultado. Ladeira obteve 173 votos e Ouricuri 107, a diferença foi de 66 votos. Na próxima votação, o Ouricuri irá disputar com outra comunidade a visita do telescópio. 

O projeto tem o intuito de levar as pessoas o contato com a Astronomia. O material utilizado é do próprio Dawson, ele os disponibiliza de forma gratuita. Neste período de pandemia, antecipadamente o grupo pediu aos participantes o uso obrigatório de mascara e álcool em gel. 
Idosa observa pela primeira vez o espaço pelo telescópio - Foto: Dawson Queiroz
O idealizador do projeto publicou um texto em suas redes sociais, expondo sua alegria e explicando como os olhares e as boas energias que ali estavam sendo transmitidos explicaria tudo: "Ahhhhhh, esses olhares resumem tudo! Não iria dormir sem eleger uma foto para mostrar a vocês como foram as energias ontem no 1º capítulo do meu projeto 'Telescópio Zeus na Praça, Ed. 2021', no pov. Ladeira, Barrocas/BA.''. O resumo da visita será publicado no canal do Telescópio Zeus no Youtube (clique aqui).

Dawson Queiroz, contou com a ajuda do professor Alailton Santos (físico e mestre em Astronomia) e mais 9 jovens, todos eles colaboram para fazer com que o projeto engatilhasse como desejado. Como o projeto não é financiado por órgãos públicos, então foi criado o pote de contribuição para aqueles que participantes das comunidades, se desejarem, possam doar para continuidade do projeto.
Da Redação por Ana Clara / Colaborou Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Publicar um comentário