quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Barrocas: Chefe de Segurança da MFB aciona Polícia Militar para averiguar suposto sobrevôo de Drone na área da empresa

Imagem Ilustrativa / Reprodução
Por volta das 23h da terça-feira (28), a guarnição do Pelotão de Barrocas, foi solicitada via telefone funcional, pelo Chefe da Segurança da Mineração Fazenda Brasileiro (Brio Gold), o sr. Antônio Neto, com a informação que teria um drone (Veículo aéreo não tripulado) sobrevoando a mineradora. 

Segundo informações do 16º Batalhão, os policiais se deslocaram até o local, efetuaram rondas por toda área e nenhum objeto voador foi encontrado.

Em janeiro deste ano, um grupo formado por cerca de 20 homens assaltou a mina de diamantes da Lipari Mineração em Nordestina, Bahia, localizada a 340 km de Salvador. A ação aconteceu à noite, depois de derrubarem o portão com veículos. Os bandidos usaram explosivos para acessar a sala onde ficava o cofre da empresa, os seguranças foram rendidos. O cofre foi roubado, mas na ocasião nem a empresa nem a polícia informaram se havia diamantes no local e qual foi o prejuízo.

A suspeita é que os criminosos se prepararam para roubar a maior mina de diamantes do país. 'Antes do assalto um drone foi visto sobrevoando a região. A suspeita é de que a quadrilha estudou a área e fez o mapeamento', noticiou o G1.

Essa não foi a primeira vez que supostos drones são vistos na região da Mineradora em Barrocas, há alguns meses atrás a Polícia Militar já havia sido alertada por pessoas da empresa sobre a possibilidade.

No Brasil já existe regulamentação para os drones. Quem atua no setor é a ANAC, cabe a ela emitir licenças e habilitação para os pilotos quando há a necessidade. Isso segundo informações da própria ANAC, depende da operação, finalidade e do equipamento utilizado (ver aqui). 

@ Nossa Voz Da Redação

Sem comentários:

Enviar um comentário