terça-feira, 7 de novembro de 2017

Cerca de 800 mulheres barroquenses deverão ser atendidas pelo Programa Saúde sem Fronteiras

Em Barrocas serão 110 atendimentos diários.
A população feminina barroquense de 50 a 69 anos, pode realizar gratuitamente através do programa Saúde sem Fronteiras, programa da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) a mamografia para rastreamento do câncer de Mama. O atendimento é realizado na unidade móvel estacionada na Unidade Básica de Saúde João Olegário, localizada ao lado da Praça da Bíblia no Centro de Barrocas.

Com o compromisso de ampliar e descentralizar o acesso a serviços de saúde em toda a Bahia, o programa atende parte das mulheres que tiveram a oportunidade ou não, de realizar uma mamografia, exame que diagnostica precocemente casos de câncer de mama. 

A pactuação com o estado acontece junto a CIB (Comissão Intergestores Bipartite).
Para Débora Queiroz, Secretaria Municipal de Saúde, o diagnóstico é importante para o tratamento do câncer de mama: "uma vez que se tem a detecção do nódulo ainda pequeno são maiores as chances do tratamento e da cura". O município ainda segundo Débora fez a pactuação e em contrapartida garante a estadia dos profissionais que atendem as barroquenses.

O programa conta com 17 veículos (carretas e ônibus), que circulam nos quatro cantos do estado.
Pela quarta vez, a Sr.ª Marilene Jesus, 54 anos, moradora do povoado de Boa União, fez a mamografia, duas delas fora da cidade: "eu gostei porque eu fiz em Barrocas, sempre faço porque é importante prevenir as doenças porque quando chega a idade é bom estar fazendo todo ano" alertou.

O investimento anual no programa poderá chegar aos R$ 40 milhões de reais
O atendimento segue até o dia 14 de novembro (terça-feira), com 55 atendimento pela manhã e 55 a tarde, somando 110 atendimentos diários. As mulheres devem ter em mãos o RG, Cartão do SUS e comprovante de residência, o atendimento é rápido e há oferta de exames complementares para o diagnóstico com encaminhamento ao tratamento, visando à integralidade do atendimento.

Com o Saúde Sem Fronteiras, o Governo da Bahia oferece no próprio município atendimento que antes era preciso o deslocamento das mulheres para outras cidades. O programa chegou também a outros municípios da região, a exemplo de Serrinha, Teofilândia, Araci, Biritinga e Conceição do Coité.
@ Nossa Voz - Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário