terça-feira, 28 de maio de 2019

População barroquense chora a morte da Dona Didi do Hotel

Dona Didi mostra foto de um dos seus primeiros projetos - Foto: Kauã Sherman
Foi no início da tarde desta terça-feira (28), que a triste notícia se espalhou e pegou todos de surpresa. Muitos não conseguiram acreditar, mas infelizmente veio a confirmação. Vera Lúcia da Silva Gordiano, 67 anos, a conhecida Didi do Hotel, havia falecido no Hospital Municipal de Barrocas.

Bondosa, caridosa, criativa, incansável Didi sempre encontrava uma forma de ajudar as pessoas, principalmente as menos favorecidas. Com amplo serviço prestado no município, chegou a tentar sem sucesso uma cadeira na Câmara Municipal, com seu doce coração, talvez Dona Didi não tenha percebido que a política nesta pequena cidade, não é para os que servem ao povo voluntariamente, com amor e abnegação como ela fazia.


Dona Dida foi exemplo, será sempre exemplo de compaixão, deixará boas lembranças. Muitos vão verdadeiramente sentir sua falta, não alguns poderosos que temiam seu carisma e por isso não lhe davam o apoio necessário para suas ações beneficentes, mas sim aqueles que ela sempre abraçou e acolheu, aqueles que se inspiravam nela para também ajudar, transmitir amor ao próximo.

Hoje e amanhã, cada um dos filhos de Barrocas, cada um barroquense, da sede ou da zona rural, distante ou perto, vão chorar ao lembrar que Dona Didi queria fazer bem mais do que fez, tentou ajudar muito mais pessoas. Talvez ela continue intercedendo por nós.

O corpo está sendo velado em sua residência no centro da cidade, o sepultamento será amanhã às 10 horas no Cemitério Municipal de Barrocas.

Dona Didi com o Papai Noel no Natal das Crianças - Foto Arquivo do JNV
@ Nossa Voz Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário