sábado, 2 de maio de 2020

Barrocas: Vereador José Eclécio confirma que sua filha que trabalha em Salvador, testou positivo para Coronavírus

Foto: Arquivo JNV
Na manhã deste sábado (02), o Vereador José Eclécio Queiroz da Silva, conhecido como Kekeu de Dãozinho, confirmou que a filha Fernanda Queiroz, 23 anos, farmacêutica que trabalha em Salvador, testou positivo para 'Novo Coronavírus'. Segundo o parlamentar, Fernanda que mora e trabalha na capital, começou sentir os sintomas na quinta-feira (23), quando imediatamente foi afastada das suas atividades e ficou em isolamento. O resultado do exame saiu no dia 30 de abril, confirmando a suspeita inicial.

Ao JNV, o conhecido Kekeu falou dos momentos de apreensão que a família passou, mas disse que felizmente Fernanda está se recuperando bem, por isso todos já estão mais tranquilos. Ele lamentou os boatos a cerca do caso, esclareceu que faz cerca de dois meses e dez dias que ela esteve em Barrocas, justamente para preservar a família e a população em geral, já que como profissional de saúde, estava trabalhando na linha do frente do enfrentamento ao Covid-19 em Salvador. Utilizando as redes sociais, Kekeu fez esclarecimentos e pediu para as pessoas ficarem em casa: "É triste como alguns utilizam o sofrimento alheio para disseminar o ódio e fomentar o medo; esses existem, e infelizmente são muitos"... segue abaixo a Nota compartilhada pelo Vereador.

Segue alguns esclarecimentos:

1. A minha filha - Fernanda Queiroz - formou-se em “farmácia” em 2018, portanto é uma profissional de saúde;

2. Desde Setembro de 2019 exerce dignamente a sua função na cidade de Salvador, no Centro de Referência Estadual de Atenção a Saúde do Idoso;

3. Em virtude da pandemia originária do Covid-19 foi transferida para o Hospital Fazendão - antigo CT do Bahia;

4. Então passou a atuar no “front de batalha”, em uma luta que é de todos nós;

5. Em virtude disso, e, infelizmente, testou positivo para o Covid-19, tal como vários profissionais de saúde no dia 30 de Abril de 2020, ingressando imediatamente em “isolamento total”, não em Barrocas, mas na cidade de Salvador;

6. Felizmente o estado de saúde dela é estável, não tendo até o momento demostrado nenhum sintoma grave - falta de ar, febre etc.

Ainda, faz-se necessário esclarecer que:

1. A minha filha deixou de vir a nosso município desde o dia 27 de Fevereiro de 2020, buscando então preservar a nossa população, isso porque o vírus passou a circular em Salvador desde 13 de Março do ano corrente;

2. Certo que o resultado - emitido no dia 30 de Abril de 2020 - não saiu no Boletim Epidemiológico do nosso município, isso porque ela não reside em Barrocas, mas em Salvador desde Janeiro de 2015;

3. Ainda, nós - amigos e familiares - não mantivemos contato pessoal com ela desde a última vinda a Barrocas - 27 de Fevereiro de 2020, o que muito doí, mas que no momento é o melhor e único remédio.

Aproveito o momento para saudar todos os profissionais de saúde do nosso país, isso porque não renunciaram as suas funções, pelo contrário vem (ou vinham) cumprindo com o seu juramento, estando então no “front de batalha”. A vocês a nossa GRATIDÃO.

Enfim, o melhor remédio é ficar em casa, pois assim estaremos imunes a esse vírus que somente será derrotado coletivamente.

Atenciosamente, Kekeu de Daozinho e família.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Publicar um comentário