quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Ex-Secretário de Cultura lamenta a falta de ação do município em relação a Lei Aldir Blanc. Renda emergencial em apoio ao setor cultural


A Lei Aldir Blanc prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofrem com impacto das medidas de distanciamento social por causa da pandemia do coronavírus. Foi liberado R$ 3 bilhões para os estados, municípios e o Distrito Federal que poderão ser destinados a manutenção de espaços culturais, pagamento de três parcelas de uma renda emergencial a trabalhadores do setor que tiveram suas atividades interrompidas.

Barrocas foi um dos municípios listado a receber o recurso para aplicar a renda emergencial. O ex-secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Petronilio Bispo,  em uma das suas redes sociais, chamou a atenção da gestão atual de Barrocas, pois, segundo ele ainda não aplicou a Lei no município: "Lei Aldir Blanc, foi criada com o intuito de promover ações para garantir uma renda emergencial para trabalhadores da Cultura e manutenção dos espaços culturais brasileiros durante o período de pandemia. Enquanto isso em Barrocas, nada se fala, nada se faz, o povo finge que tá tudo bem e a cultura  vai para escanteio, como foi durante 4 anos, mas fica a dúvida, e o recurso da lei? O que será feito? Já que obrigatoriamente terá que ser gasto, do contrário tem que ser devolvido", questionou Bispo. 

De acordo com o item I do artigo 6º da Lei, para receber o benefício, será preciso comprovar dois anos de atividade cultural nos últimos 24 meses, a contar da data de aprovação da Lei. Barrocas, poderá receber R$ 136.114,94. Mas, não se sabe ainda se a prefeitura colocará em pratica o auxílio para os demais artistas.  

Da redação por Ana Clara Santos - Colaborou Victor Santos

Sem comentários:

Publicar um comentário