sábado, 23 de agosto de 2014

Câmara de Vareadores de Barrocas: Bem mais calma que a anterior, última Sessão foi palco de discursos tranquilos


A ultima Sessão do Poder Legislativo, ocorrida na quinta (21), foi bem mais calma que as anteriores, os discursos do  vereadores giraram em torno da atualização do piso salarial dos Agentes de Combate a Endemias e a perca salarial dos digitadores municipais. 

Com ausência de três vereadores, 'motivos justificados', a sessão foi presidida pelo vice-presidente da casa, Gerinaldo Moreira (PT). Com o plenário lotado em todo expediente não se tocou nas polêmicas iniciadas nas sessões anteriores, talvez em virtude da ausência do vereador Miguel Carvalho pivô do debates acalorados. O foco da sessão foi mesmo a causa dos funcionários públicos. 

O vereador Zé Inácio (PR) justificou a ausência do Presidente Eclécio, popular Kekeu (PR), e sobre os agentes e digitadores reforçou; “De hoje a oito (dia 28) teremos duas sessões para que os agentes possam sair daqui com o projeto de deles aprovados”. Sobre os digitadores o edil disse; “Tenham certeza que estamos aqui para dar esse apoio, e assim que vierem com o projeto vamos também nos empenhar em aprovar”. garantiu. 

Waldir Ferreira, conhecido como Dida de Raimundo da Farinha (PR), parabenizou o vereador Adelson da Saúde (PT) pelo seu aniversário. O vereador aproveitou o momento e se lançou como pré-candidato a presidência da Câmara. Na sequência da sua fala, abordou a equiparação dos salários; “Hoje está sendo apresentado o projeto, e na próxima semana estaremos aprovando este projeto, já que agora a equiparação é prevista por lei Federal”. Dida também falou sobre as conquistas do Município; “Ontem chegaram algumas motos, este benefícios importantes auxiliarão no trabalho de cada um, que utilizavam seu transporte particular, e agora terão os veículos para trabalhar com mais dignidade”.


O edil Adelson da Saúde (PT) agradeceu a todos que lembraram do seu aniversário e o felicitou, e se diz feliz pela sua saúde e também falou do projeto referente ao aumento salarial dos agentes e digitadores; “Nos vereadores temos o maior prazer de aprovar o projeto de vocês, o que a gente ver é picuinhas quando se fala Câmara de Vereador, algumas pessoas desinformadas não sabem realmente qual é o papel do vereador, queria ter o poder de criar projetos para os funcionários públicos e ver o trabalho de vocês dignificado” garantiu. O vereador disse não ter pretensão de concorrer à presidência da câmara como o colega Waldir; “Não tenho sonho nenhum de ser candidato neste mandato, não sinto vontade de ser presidente, se Deus me conceder a reeleição quem sabe na próxima eu possa pensar” argumentou. Adelson lembrou que desta vez a votação para eleger o presidente da casa será “olho no olho”. A fala do Edil está relacionada a lei que foi aprovada, para que o voto seja aberto, assim acabará com as especulações, como aconteceu na última eleição.

Ao perceber as pretensões do vereador Gerinaldo (PT) de concorrer a cadeira de presidente, na qual estava sentado naquele momento, o vereador Antonio da Loja (DEM) trator de frear os sonhos do colega, segundo o edil são mínimas as possibilidades do petista no pleito. Mas parece que o próprio vereador também nutre esperanças de presidir a casa.

Buscamos entender a situação dos digitadores, em conversa um servidor que preferiu não se identificar dasabafou; “Estamos com uma perca salarial que está completando 3 anos sem reajuste, recebemos R$ 960,00 reais, nosso salário deve ser 80% além de um salário mínimo, ou seja R$ 1.300,00 reais. Nosso projeto foi protocolado, chegou a mão do Prefeito, porém retornou para nossas mãos, e agora será novamente enviado”. Disse.

@ Nossa Voz Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário