quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Barrocas: CAPS deixa de funcionar por falta de pagamentos.


O próprio Secretário de Saúde Gerival Moreira, confirmou os atrasos. 

Um dos servidores insatisfeito com a situação, contou a nossa equipe que as atividades no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) foram suspensas na tarde desta quarta-feira (13) por falta de pagamento.

Alguns servidores alegam que desde julho não recebem os vencimentos; “Chegamos até agora em agosto e o pagamento de muitos funcionários não foi feito, alguns só retornarão quando tudo estiver quitado”. 

Enquanto seguíamos para o CAPS, em contado com uma servidora ela contou que até alimento está faltando; “pode colocar no blog que tá faltando o pagamento e não tem alimentação” desabafou. 

Estivemos na Secretaria de Saúde conversando com o Secretário Gerival Moreira, e ele afirmou que há sim o atraso nos pagamentos dos funcionários, no entanto, segundo ele foi por falta da assinatura do contrato; “O pagamento foi efetuado hoje pela manhã, todos foram devidamente assinados pelos funcionários, restando somente algumas pessoas que não passaram na secretaria para assinar, estou seguindo a determinação do Prefeito e minha que pagamento somente depois da assinatura do contrato” disse.

A situação atual do CAPS não se justifica, pois os problemas surgem justamente no período que o órgão recebe recursos próprios, diferentemente da época do Secretário Patrício, naquele tempo o município tinha que arcar com as despesas, mesmo assim funcionava normalmente; “Justamente depois do credenciamento quando o CAPS começou a receber cerca de 30 mil  reais por mês, não se justifica atrasos em pagamentos e até falta de alimentos, coisa que quando funcionava sem esse montante já não acontecia graças ao empenho da Direção e do secretário Patrício” disse uma ex-funcionária.


Nesta quarta-feira (13) surgiram também comentários sobre o fechamento de algumas UBS; Um servidor da Secretaria de Saúde disse; "todos os PSFs tem situação incerta enquanto os salários dos funcionários não forem pagos”, disse o servidor que pediu para não ser identificado. No final do ano passado alguns funcionários tiveram que seguir trabalhando mesmo sem receber salários apenas para manter o emprego, porém neste ano os servidores não devem aceitar a mesma situação; "eles está humilhando as pessoas que precisam do dinheiro do seu trabalho, isso não é justo" contou uma paciente que ligou para nossa redação após presenciar um desabafo de uma funcionária.

@ Nossa Voz - Da Redação por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário