sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Instituto Yamana oferece lazer e aprendizagem à população de Barrocas e Teofilândia


Integrar – Comunidades proporcionará cursos e oficinas gratuitos com foco em empreendedorismo, gestão financeira e educação no trânsito. 

Entre os dias 19 e 22 de agosto, o Instituto Yamana de Desenvolvimento Socioambiental, por meio da Mineração Fazenda Brasileiro (MFB), realizará oito atividades gratuitas para as populações de Barrocas e Teofilândia (Bahia). A programação inclui campanhas de educação no trânsito, palestras sobre novos negócios e planejamento empresarial, além de cursos para elaboração de projetos sociais.

Moradores e comerciantes dos dois municípios aprenderão mais sobre gestão financeira pessoal e empresarial, com orientações sobre planejamento e dicas para um controle mais efetivo dos recursos. Entre os destaques, está a palestra "Administre o seu dinheiro – diagnóstico de interesse de negócios’’, que será oferecida nos dias 21 e 22 de agosto, nos dois municípios.

“Preparamos cursos para capacitar as pessoas a como gerir o fluxo de caixa, garantindo o desenvolvimento de negócios com saúde financeira”, explica a analista de Comunidades, Karine Barboza Barreto.

Confira a programação para Barrocas;


Sobre a Yamana
A Yamana é uma empresa produtora de ouro com sede no Canadá. Tem significativa produção de ouro e áreas para produção deste metal em estágio de desenvolvimento, além de áreas em pesquisa e direitos no Brasil, Chile, Argentina e México. O plano da Yamana é continuar a crescer a partir desta base, por meio da expansão e aumento da produção das minas em funcionamento, do desenvolvimento de novas minas, de avanços nas áreas em pesquisa e permanecendo atenta a outras oportunidades de consolidação de operações com ouro, com foco primário nas Américas. Espera-se que sua produção aumente mais de 60% para um índice anual de 1,7 milhão de onças de ouro-equivalente em 2014, por meio do desenvolvimento de novas minas, expansão das operações atuais e o avanço dos projetos de exploração.

Sem comentários:

Enviar um comentário