sexta-feira, 22 de março de 2019

Barrocas: APLB Sindicato divulga Nota sobre paralização desta sexta-feira


A APLB - Sindicato dos trabalhadores em educação do município de Barrocas, através da Diretora Eliecy da Silva Santos, esclarece a população o motivo pelo qual nesta sexta-feira (22) as aulas foram suspensas nas escolas do município. A Nota também fala sobre os impactos da reforma da previdência proposta pelo atual governo e lamenta a perda de direitos.

"Nós, servidores da educação, diante do que está acontecendo no país, não podemos ficar assistindo sem manifestar nossa indignação e repúdio à proposta do governo que retira direitos dos trabalhadores já conquistados durante anos. Porque somos contra a reforma? Hoje os professores podem se aposentar com 30 anos de contribuição e professoras com 25, o que geralmente acontecia, quando o profissional completava 50 ou 55 anos de idade. Com a reforma a aposentadoria será aos 65 anos. Completa injustiça" diz a nota. 

Ainda de acordo com a APLB, outras categorias e setores da sociedade também vão ter prejuízos se a reforma passar: "Não é somente nós da educação, você que é trabalhador rural terá sérios prejuízos, isso, se conseguir se aposentar. Homens e mulheres em geral sofrerão graves consequências, por isso, hoje estamos parando um dia de trabalho para poder manifestar nossa indignação. Portanto, DIGA NÃO A REFORMA!" 

Sobre a suspensão das aulas hoje, o sindicato pede compreensão: "Esperamos que os pais de alunos e toda comunidade barroquense entendam nossa paralisação".

@ Nossa Voz - Com informações da APLB

Sem comentários:

Enviar um comentário