terça-feira, 15 de junho de 2021

Barrocas: Agricultor que temia não passar dos 50, comemorou aniversário de 80 anos junto com seus filhos e netos

Antônio Santos Brito - Foto: Reprodução Arquivo da família

Diante da vida difícil, do trabalho insalubres desde criança, como exemplo, a atuação no perigoso motor de sisal. Das lutas diárias na juventude que pareciam não ter fim, e ainda acometido com alguns problemas de saúde na fase adulta, tudo isso levou o senhor Antônio Santos Brito a pensar que não passaria dos 50 anos de idade, como ele mesmo conta. Mas com muita felicidade, no último domingo dia 13 de junho, o conhecido Antônio de Antenor, reuniu todos os 6 filhos para uma comemoração mais que especial, a celebração do seu aniversário de 80 anos.

"Foi uma vida sofrida, peguei muita seca. Eu era pequeno e tive sofrimento quando era criança, tive um problema no ouvido, e aí passei dificuldade, naquela época não tinha médico. Eu sei que pensei que não ia nem pros 50 (anos). Passei 12 anos na boca da máquina, sem ter nada, sem ter ajuda, só ajuda dos meus braços. Mas tinha fé em Deus, e dizia: um dia Deus vai dar um jeito de eu sair desse problema de sisal, porque o que ganha é pouco não dá para nada", contou.

Antônio de Antenor 80 anos

Seu Antônio nos recebeu no dia do seu aniversário, em sua casa nas proximidades do Açude Municipal para contar a sua história de vida. Sentando numa cadeira da varanda, com facilidade ele voltou no tempo, lembrou das dificuldades que sua mãe passou, e da responsabilidade de ajudar a criar os irmãos mais novos. Relatos emocionantes de um homem do campo que superou todos os empecilhos, chegou a cidade, se estabilizou como comerciante, agricultor, criador de gado nelore. Um pai que educou bem seus filhos, superando todas as dificuldades e dobrou a expectativa de vida. Quanto aos problemas de saúde, lembrou que aos 60 anos, passou por cirurgia para inserção de um marcapasso. 

"Enfim, eu venci chegou um dia e tomei uma decisão"

"Meu pai saiu passou muito tempo fora de casa. Largou todo mundo dentro de casa, não mandava nada. E a gente que era mais velho era quem ajudava a pobre da velha (mãe), a pobre da velha sofreu muito também para adquirir o pão de cada dia para dar os filhos", contou.

O conhecido Antônio de Antenor, em vários momentos falou da sua infância pobre na zona rural do município, na comunidade de São Miguel do Ouricuri onde nasceu e viveu com a família, antes de se mudar para o Tanque Bonito. Lembrou que sua mãe teve que assumir a criação dos 10 filhos em vários momentos. Recordou do motor de sisal que por muito tempo sustentou a família, e da chegada na cidade onde montou um pequeno comércio, e assim a sua vida começou a mudar para melhor.

Antônio com dois filhos - Fotos: Rubenilson Nogueira

"Aí eu cheguei e inventei de montar uma barraquinha aqui (cidade), mandei um velho fazer, botei uma banca de verdura. Eu ia para Coité de pé para comprar mercadoria para vender na feira de Barrocas. Se não fosse o comércio eu estava batendo sisal até hoje. Até leite para comprar, pra dá a ele (filho mais velho), eu tive que comprar, trabalhava no motor e ia buscar leite pra da a ele que era pequeninho, eu não tinha uma vaca sequer".

Com cabelos brancos, e muitas histórias pra contar, apesar das dificuldades da vida, não é um homem triste, ele até rir ao lembrar de uma época que nem médico se encontrava na região: "O sofrimento que a gente vivia sem ir pra médico, sem ir pra nada, eu passei 65 anos nunca fui num médico, de 65 pra cá que é direto no médico", afirmou com um sorriso discreto. 

Antônio, sua esposa Maria e filhos - Foto: Reprodução Arquivo da Família
Na terça-feira (15), questionado sobre a festa de aniversário, seu Antônio não escondeu a felicidade: "A melhor parte foi ver os filhos reunidos, pois é difícil reunir todos porque não moram aqui. Então estou muito feliz. Só não foi melhor porque faltou dois netos e minha nora Lucélia que gosto muito e respeito", destacou.

Com uma história inspiradora, resta-nos parabéns este grande barroquense, e desejar que ele possa comemorar tantos outros aniversários com a família e amigos. Felicidades seu Antônio!!!

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário