sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Arrombamentos seguidos de furtos, assustam moradores da comunidade do Gitaí na Zona Rural de Barrocas

Povoado do Gitaí - Barrocas Bahia
Na madrugada desta sexta-feira (26) dois estabelecimentos comerciais e a sede de uma fazenda, apos arrombamento, tiveram objetos furtados por ladrões que chegaram ao local num veículo ainda não identificado.

O senhor Ednelson, conhecido como ‘’Nelson do Gitaí’’ contou que por volta das 3 horas da manhã ouviu o barulho de um carro cantando pneu em frente à sua residência que fica à alguns metros do comércio, porém naquele momento ele não se deu conta de que se tratava de uma ação criminosa. Só após o amanhecer, quando foi abrir o estabelecimento foi que o comerciante percebeu que havia sido roubado; "quando eu vim abrir a minha venda para limpar me dei conta de que a porta tinha sido arrombada e o teto estava com as telhas arrancadas que foi por onde eles entraram".

Buraco aberto no telhado por onde os ladrões entraram
Ao se deparar com a cena, Nelson começou a contabilizar os prejuízos; "Eu fui examinando, sentindo falta das coisas até perceber que eles levaram, 2 litros de Whisky, 3 botijões de gás que ficavam de apoio na porta, um radio, além de uma faixa de R$300 a R$400 reais de moeda que tinha na gaveta e eles carregaram também um galão com 20 litros de gasolina". Segundo o proprietário, para sair do local os ladrões arrebentaram o cadeado e a corrente da porta por dentro do bar, e tiraram os objetos e mercadorias pelo fundo. Em seguida foram para a churrascaria que fica ao lado,  cortaram o cadeado levaram outro botijão de gás e mais R$200 reais em dinheiro.

Comerciante Nelson do Gitaí
Essa foi a segunda vez que o comércio foi furtado, por isso o proprietário disse que tem alguns suspeitos do crime. 

Sede de fazenda também foi arrombada; O senhor Orlando, que trabalha numa fazenda próxima ao local se deu conta que a sede da propriedade também foi furtada, à reportagem do JNV ele relatou que ao chegar viu os fios de arames cortados e a janela estava arrombada; "quando eu entrei logo sentir falta de uma espingarda, uma sela e alguns itens de montaria e caça" relatou.

Como a cancela estava na corrente, os ladrões cortaram os fios de arames da cerca.
O comerciante Ednelson afirmou que iria ainda nesta sexta-feira registrar o boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil e disse esperar agilidade das autoridades.

@ Nossa Voz - Por Daniele Oliveira

Sem comentários:

Enviar um comentário