terça-feira, 26 de junho de 2018

Motorista barroquense comemora classificação da seleção Argentina e critica o Neymar

Foto: Rubenilson Nogueira
Apesar da má fase da Seleção Argentina de Futebol na Copa da Rússia, o barroquense Reinaldo Silva, conhecido como Bina Pracista, segue confiante na conquista do tri campeonato mundial.  Ele torce para os principais rivais da Seleção Brasileira desde 1995. O motivo: uma escolha, segundo ele equivocada do então técnico Mário Jorge Lobo Zagalo, para a disputa das Olimpíadas do ano seguinte.

A Argentina é uma das grandes seleções de futebol do mundo, tendo conquistado duas Copas, a primeira em 1978 e a segunda em 1986, são quatorze títulos da Copa América e duas medalhas de ouro, nos Jogos Olímpicos de 2004 e de 2008.

Numa conversa na Praça da Matriz, Reinaldo Silva contou detalhes sobre a sua decisão: "Começou em 95, quando o Zagalo não escalou para disputar a Olimpíada de Atlanta (1996) o Giovanni que jogava no Santos entre os  três jogadores com idade acima de 23 anos, ele decidiu pelo Rivaldo só porque era jogador de um grande patrocinador. Giovanni tava comendo a bola, tinha sido vice campeão brasileiro. Chateado com a convocação ai virei torcedor da Argentina" revelou popular Bina.

Ele lembra que antes da decepção era um torcedor fanático da seleção canarinho: "Em 94 eu tremia nos jogos da seleção na Copa".

Pra mostrar que é torcedor de coração, o barroquense até beijou o escudo da Albiceleste
Em relação ao desempenho da Argentina, Bina não escondeu a preocupação: "Já tivemos seleções melhores, mas depois que o Zagueiro Ayala  (Roberto Ayala) e o Lateral Sorin (Juan Pablo Sorin) pararam, não apareceu mais ninguém para substitui-los" lamentou.

Quanto ao desempenho do craque Leonel Messi no torneio mundial, ponderou: "Razoável, Messi no Barcelona é 100%, mas na seleção ele deixa a desejar, também não tem aquele quarteto mágico do Barça" reconheceu.

Questionado se acredita na conquista do tri mundial, afirmou que sim, mas logo lembrou que os hermanos terão uma jogo difícil pela frente contra a França: "É um páreo duro, mas a França tá desfalcada, será um jogo decidido nos detalhes, pode ate ser nos pênaltis. Será o duelo do Griezmann contra o Messi", destacou.


Sobre a Seleção Brasileira o torcedor reconheceu que é uma das favoritas, e falou sobre o Neymar: "O individualismo do Neymar tá matando o time, ele tá querendo resolver tudo sozinho, sendo que tem 11 jogadores em campo" criticou.

E se a Argentina for eliminada, tem chances de torcer para o Brasil? "Torço para Alemanha, México ou até mesmo para a Rússia por ser a anfitriã, mas para o Brasil, mais nunca".

Provocado por alguns torcedores sobre a difícil classificação contra a Nigéria, ele não perdeu a oportunidade de destacar a garra dos argentinos, e fez a maior zoada, já que o Brasil ainda não está garantido nas oitavas de finais da Copa. A seleção precisa pelo menos de um empate amanhã contra a Sérvia para confirmar a classificação.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário