quarta-feira, 20 de junho de 2018

Barrocas: Após conquistar mais um título, zagueiro Danilo Têlê diz que não disputará mais campeonatos municipais

Foto: Rubenilson Nogueira
O zagueiro Danilo de Souza Oliveira Miranda, 35 anos, conhecido no futebol barroquense como Danilo Têlê, conquistou no domingo dia 10 de junho, o seu quinto título de Campeão Municipal de Futebol. O número de conquistas aumenta, se forem considerados os campeonatos realizados antes da reemancipação do então distrito. Foram 6 seus troféus de campeão naquela época, essa trajetória vitoriosa chegou ao fim com total de 11 títulos conquistados.

Apesar dos bons resultados em campo, Danilo decidiu pendurar as chuteiras, pelo menos em relação aos campeonatos municipais. O anúncio foi feito na terça-feira (19): "Pendurei as chuteiras, campeonato não dá pra mim mais não, eu me quebro todo, jogo um jogo, e tenho que entrar no remédio.  Desde 14 anos que disputo campeonato" lembrou o jogador.

"A minha decisão de parar, é também porque, vontade a cabeça tem, mas o corpo não acompanha mais, são muitas contusões. Parei na hora certa, com o título de campeão pelo Fluminense" destacou. A vitória sobre a Minação no barrocão marcou o seu terceiro título pelo Fluminense. O primeiro foi em 2003, o segundo veio em 2010, o terceiro e último este ano. Os outros dois foram, um pelo Ipiranga do Cedro em 2013 e outro em 2015 pelo Cristal Viladouro.

Foto: Rubenilson Nogueira
Falando sobre a sua carreira nos campos de futebol, Danilo relembrou de muitos momentos e fez questão de destacar o jogador barroquense que se inspirou: "eu vi ele jogar e cheguei a jogar com ele, Leleu de seu Messias foi quem me ensinou a jogar bola. Ele tinha muita técnica, era muito bom nas bolas aéreas" lembrou, Leleu também era zagueiro. No profissional, o zagueiro Miranda, ex São Paulo, seu clube de coração, e titular da Seleção Brasileira é o jogador que Têlê mais admira.

Questionado sobre os atacantes que lhe deram mais trabalho na marcação, Danilo não demorou a responder: "Com certeza Eto Miranda e Bob da Lagoa da Cruz, esses foram os que mais deram trabalho" afirmou. Quanto aos treinadores, foram vários, mas ele elegeu Edson Barreto como o melhor de todos.

Sobre a possibilidade de rever a decisão de parar, o penta campeão municipal revelou: "Não disputo mais campeonato municipal, isso tá definido, mas os babas, jogo amistoso, se for convidado, jogo".

Já no final do nosso bate-papo, o jogador que já disputou uma vaga na Câmara de Vereadores, deixou escapar a possibilidade de fazer parte da comissão técnica de alguma equipe: "existe a possibilidade, quem sabe como auxiliar técnico".

@ Nossa Voz Esportes - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário