sexta-feira, 8 de junho de 2018

Bandidos impõem o medo na Zona Rural de Barrocas

Foto: Divulgação
Eles invadem as casas, fazem as famílias de refém, humilham, agridem, intimidam, roubam o que conseguem levar e partem com a certeza de impunidade.

Nesta sexta-feira (08), recebemos informações de mais uma família que viveu momentos de tensão diante de bandidos armados na zona Rural de Barrocas. Tudo indica que trata-se de uma quadrilha, pois em um só dia, duas residências próximas uma da outra, foram arrobadas, mesmo com os moradores dentro de casa. 

Os assaltos aconteceram na noite da quarta-feira (06), um dos casos foi relatado neste jornal (ver aqui), o segundo, só tomamos conhecimento hoje, através do relato de um dos filhos do senhor que foi vítima do bando.

Segundo o rapaz, que pediu para não ser identificado, três indivíduos armados com duas espingardas e um revólver, invadiram a residência da família e reviraram tudo em busca de dinheiro, leia o relato enviado hoje para nossa Redação:

"Por volta das 20 horas, 3 homens armados com duas espingardas e um revólver, invadiram a residência de meu pai, próximo ao Alagadiço. Arrobaram a porta e adentraram na residência. Os assaltantes, colocaram todos sentados na sala, um ficou acompanhando minha família e os outros dois, começaram a procurar por objetos de valor. Enquanto procuravam, meu pai pediu para ir ao banheiro, aproveitou a distração de um dos assaltantes e conseguiu sair pelos fundos da casa, e foi na vizinhança pedir ajuda. Os bandidos saíram em fuga e levaram uma quantia em dinheiro, celulares, alguns objetos pessoais e uma moto", contou o familiar. 


Ainda segundo relato, a Polícia Militar foi acionada e iniciou rondas na região, infelizmente ninguém foi preso, mas a motocicleta foi recuperada:  "Depois que recebi uma ligação de um amigo avisando sobre o ocorrido, acionei a Polícia Militar e seguimos para o local. Saímos em busca de pistas para onde eles possivelmente tivessem fugido com a moto, e graças a Deus e a Polícia Militar que nos deu total apoio, conseguimos recuperar a moto logo em seguida, um pouco acima do povoado Alagadiço. 

Diferente do caso anterior, neste não houve agressões físicas, mas todos passaram por momento de tensão e medo.

@ Nossa Voz Da Redação

Sem comentários:

Enviar um comentário