quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

Barrocas: Solteiros vencem mais uma e abrem ótima vantagem sobre os Casados no tradicional clássico

Time do Solteiros faz pose após mais uma vitória no Clássico contra os Casados - Foto: Kauã Sherman
Ainda sem o estádio, e com o campão sem condições de jogo devido a uma leve chuva, a partida disputada na manhã da terça-feira (31), aconteceu no campo do Povoado de Alto Alegre, na Zona Rural do município.

O clássico Casados x Solteiros, coordenado pela comissão do Fluminense de Barrocas, teve Marlon Nunes no comando da equipe dos Casados e Gil Crente no banco dos Solteiros. O jogo foi bem disputado, ambas equipes buscavam a vitória no confronto mais aguardado que é sempre realizado no último dia do ano. Os solteiros queriam continuar a soberania, já os casados sonhavam em acabar com o jejum de alguns anos. 

Gaba tenta passar por Jerry - Foto: Kauã Sherman
A bola rolou e o time dos casados partiu pra cima dos adversários, pressionaram e criaram diversas chances de gols, porém não conseguia uma boa finalização para tirar o primeiro zero do placar do jogo. O time dos solteiros aos poucos foi organizando o seu jogo, eles avançaram a marcação, ganharam o meio e presente no ataque conseguiram levar perigo ao gol dos casados, nessa pressão aos 13 minutos, após uma cobrança de escanteio a bola chegou em Luquinhas, que, desmarcado na área que ele conhece bem, finalizou com um chute sem chances para o goleiro Num, Solteiros 1x0 Casados. 


O time dos Casados não deixou se abater e partiu em busca do resultado, pressionaram, e, procuraram um caminho para o gol na boa zaga adversária, até que, quando o relógio do árbitro marcava 17 minutos, 4 minutos após sofrerem o gol, Neguinho chutou forte na meta  do goleiro Kekei, sem chances, golaço de Neguinho de Luciene, para a alegria dos Casados e de Marlon Nunes que começou a sonhar com o fim de 'freguesia'. 


Técnicos Gil Crente (Solteiros) e Marlon Nunes (Casados) - Fotos: Kauã Sherman

O jogo seguiu com chances para ambas equipes, os times se organizaram e travaram grandes disputas pelo domínio da partida. Os jogadores se entregavam a cada bola, os minutos foram passando, até que aos 35 surgiu uma falta para os Solteiros cobrarem. Confiante Durico se posicionou, correu pra bola, e, numa cobrança por baixo da barreira botou a bola no fundo do gol sem chances para Num, Solteiros 2x1 Casados. Enfim, o juiz apitou o fim do primeiro tempo e as equipes foram ouvir os seus técnicos para seguirem o plano de jogo cada uma com objetivos distintos para a volta do intervalo. 

Com apenas 15 anos, Coentro foi um dos destaque dos Solteiros: "Muito bom participar em mais um ano, em 2016 pude vestir a camisa, mas infelizmente, não atuei, mas esse ano novamente participei, e entrei em campo. Bom jogar ao lado de pessoas que tem história no Fluminense, mas novamente não deu pra eles, 4 anos que os solteiros ganham" afirmou.
Ao iniciar o segundo tempo, mais uma vez, o time dos jogadores Casados partiu pra cima, e até impôs o ritmo pedido pelo técnico Marlon. Após várias tentativas de igualar o marcador, os Casados conseguiram uma grande chance aos 3 minutos. Dubell foi parado dentro da área através de falta, pênalti marcado para os Casados, o escolhido para cobrar, foi ele, EtoGol. O artilheiro pegou a bola e pôs na marca da cal, era Eto x Kekei, o craque bateu, porém, o goleiro cresceu e evitou o empate numa defesa incrível.

No restante do segundo tempo apesar da raça, determinação, das muitas investidas, nada de gols.  Fim de mais um  clássico Barroquense, com festa para os Solteiros. 

@ Nossa Voz Esportes - Texto e Fotos Kauã Sherman

Sem comentários:

Enviar um comentário