sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Barrocas: Ex-prefeito terá que devolver R$ 30,5 mil aos cofres públicos e ainda pagar multa


O site Bocão News destaca nesta sexta-feira (10) a condenação do ex-prefeito do município de Barrocas, empresário José Edilson de Lima Ferreira (DEM), irmão do atual prefeito José Jailson de Lima Ferreira (PMDB) na época (2001 a 2008) seu secretário de Administração e Finanças, e pai do vereador Beto de Edilson (DEM) recém eleito para a Câmara Municipal.

A ação civil pública por ato de improbidade administrativa foi proposta porque um relatório da Controladoria Geral da União (CGU) apontou a apropriação de verbas públicas federais por parte do ex-gestor.



O ex-prefeito de Barrocas, José Edilson de Lima Ferreira, foi condenado a devolver R$ 30,5 mil aos cofres públicos e pagar multa equivalente a três vezes o valor que recebia como gestor entre 2001 e 2008. O juiz federal Eudóxio Cêspedes Paes, titular da Subseção Judiciária da 2ª Vara Federal de Feira de Santana, determinou ainda a suspensão dos direitos políticos do ex-prefeito por três anos e a proibição de contratar com o poder público.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, a ação civil pública por ato de improbidade administrativa foi proposta porque um relatório da Controladoria Geral da União (CGU) apontou a apropriação de verbas públicas federais por parte do ex-gestor. Segundo o MPF, a CGU constatou ainda que José Ferreira obrigava "profissionais do magistério contratados temporariamente a assinarem folhas de pagamento com valores acima do que eles efetivamente recebiam”.

O esquema era concluído, segundo a procuradoria, com os servidores recebendo seus vencimentos com dinheiro em espécie na tesouraria da prefeitura municipal.

Fonte: Bocão News
@ Nossa Voz Da Redação

Sem comentários:

Enviar um comentário