quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Caminhões inadequados continuam sendo utilizados na coleta do lixo em Barrocas

Caminhão circulando pelo centro da cidade
Nova gestão, velhos problemas! O grupo político que em todo período de campanha tanto falou como prometeu 'mudanças', passados 40 dias administrando o município pouco tem feito para justificar o uso tão enfático da palavra.

Muito se fala em 'tempo', segundo aqueles que insistem em rebater notícias relacionadas ao governo, o atual prefeito precisa de 'tempo' para enfim, começar a administrar o município como pretende e principalmente como anunciou nos comícios. É certo que projetos precisam de 'tempo' para serem discutidos, elaborados, planejados e executados, acrescenta-se aí o 'tempo' para que os resultados apareçam. Correto!

Coleta do lixa nas ruas de Barrocas
Mas há ações que já demostram continuísmo no governo atual, velhas práticas que numa gestão que pretende efetuar mudanças 'eficazes' deveriam ser extintas e não continuadas.

Um exemplo são os caminhões usados na coletas de lixo. Na gestão passada apesar de um compactador ter sito contratado, 'aquele caminhão branco' vivia quebrando e pelas ruas da cidade na coleta a população assistia os velhos caminhões abertos transportando lixo, com sacolas penduradas, objetos caindo no meio da rua, fedentina por onde passava, e profissionais sem EPI's (Equipamentos de Proteção Individual). Na gestão do Prefeito José Jailson isso pouco mudou, caminhões impróprios para a coleta continuam sendo utilizados no serviço, os carros abertos passam pelas ruas, circulam na área comercial onde estão instalados supermercados, lojas de frios, padarias e lanchonetes e até são vistos na área do centro de abastecimento.

Os servidores vão em cima do caminhão junto em contato com o lixo
Sem falar dos altos valores gastos na poda de árvores e limpeza das ruas? Para essa questão alguns já tem a justificativa; "Na gestão passada gastava-se bem mais". 

Na eleição a população votou por mudança, sonhando com uma cidade melhor e não 'apenas um pouco menos pior'.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário