quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Barrocas: Prefeito José Jailson participa de mobilização na Capital Baiana

Foto Reprodução
Nesta quinta-feira (26) o Prefeito do Município de Barrocas, José Jailson de Lima Ferreira (PMDB), seu vice Waldir Ferreira, juntamente com vereadores da base e equipe administrativa, foram a Salvador onde participaram do 'Movimento Pró-Município' organizado pela UPB.

Segundo a União dos Municípios da Bahia, mais de 300 prefeitos confirmaram participação no movimento, os gestores garantiram presença numa reunião com a Diretoria da Entidade, ficando assim definido o grande ato. 

Hoje, os prefeitos das diversas regiões do estado, realizaram atividades durante todo o dia buscando chamar a atenção para 'pautas prioritárias' e os efeitos da crise que segundo eles assola os municípios.

A concentração aconteceu às 8h, na sede da UPB, com marcha, às 8h30, em direção a Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba) onde aconteceu uma sessão especial para discutir demandas dos municípios baianos.


Foto: Reprodução
Em sua página no Facebook, o prefeito José Jailson escreveu: "Paralisação das prefeituras. A saúde não pode pagar a conta da crise, os municípios não aguenta mais, vamos à luta por uma distribuição de renda mais justa!" (sic), os vereadores Miguel Carvalho e Antonio Carlos também participaram do ato.

O prefeito de Bom Jesus da Lapa, e presidente da UPB, Eures Ribeiro, afirmou que: “os municípios não passam de burro de carga da União e dos estados. Mas a carga está tão pesada que não conseguem mais carregar”. 

@ Nossa Voz Da Redação / Informações UPB

Veja abaixo as pautas de interesse dos municípios segundo a UPB


Edição de Medida Provisória para garantir o Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM), no aporte de R$ 4 bilhões, a fim de possibilitar que as administrações municipais fechem as contas do ano de 2017;
Garantia da revogação do gravíssimo corte de quase 100% no orçamento do Sistema Único da Assistência Social – SUAS, para 2018, que comprometerá a manutenção de serviços importantes como CREAS, CRAS, Bolsa Família, etc.;
Repasse imediato dos Royalties do Petróleo pelo Governo do Estado para os municípios baianos;
Reajuste dos repasses dos Programas Federais e Estaduais;
Retirada das despesas dos Programas Federais do cômputo dos gastos com pessoal;
Revisão do Pacto Federativo – Ínfima projeção de aumento do Fundo de Participação dos Municípios – FPM para o ano de 2018, tão somente no importe de 3.95%;
Agilidade na aprovação de Propostas de Emendas e Projetos de Lei em tramitação na Câmara dos Deputados e Senado Federal que podem modificar positivamente a realidade enfrentada pelos municípios.

Fonte UPB

Sem comentários:

Enviar um comentário