quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Queima irregular de lixo, gera tensão no município de Barrocas

Foto Victor Santos
A fumaça que assustou a população, saía dos fundos de um estabelecimento comercial no centro do município de Barrocas, gerando correria na área do comércio, por volta das 15:30h desta quinta-feira (19). Centenas de baldes com água foram usados para controlar as chamas, evitando que atingisse outros prédios, em seguida um caminhão pipa também chegou ao local. A Polícia Militar e a Guarda Municipal participaram da ação. Ninguém ficou ferido. 
Polícia Militar acompanhou de perto o trabalho da população
Segundo informações, tudo começou quando um homem ateou fogo em itens descartados, como tênis e sapatos nos fundos de uma loja que acabou de ter as atividades suspensas, as chamas fugiram do controle, e a fumaça escura pôde ser vista a centenas de metros de distância do local. Pessoas vindas de vários pontos da cidade, começaram a se aglomerar observando as chamas que consumiam os objetos e pode ter danificado parte da estrutura do ponto comercial.

Área vizinha ao local do incêndio foi utilizado por populares que ajudaram a combater as chamas
Uma força tarefa organizada pela Guarda Civil Municipal e populares, se tornou uma corrente humana que conduzia os baldes que ajudaram a controlar o fogo. Alisson Carlos, estudante do curso de Bombeiro Civil, foi uma das pessoas envolvidas no combate às chamas: "nos unimos e conseguimos com muito esforço controlar as chamas, tiramos todos os possíveis focos pois sabíamos que o fogo poderia voltar a qualquer instante" explicou.

Chamas demoraram para serem controladas
Após notar a nuvem negra no céu, a Polícia Militar rapidamente chegou ao local, o comandante do DPM de Barrocas, Sub Tenente Francisco Jose Ferreira Santos coordenou a ação que durou mais de 30 minutos. Já com as chamas controladas, um caminhão pipa a serviço do município, foi usado e o local pode ser resfriado evitando que as chamas recomeçassem. 


No facebook, Veronica Costa, moradora da Av. Antonio Pinheiro da Mota fez uma transmissão ao vivo e relatou os momentos que passou com a filha enquanto a fumaça entrava dentro da casa onde mora: "tá impossível respirar..." "...tá impossível ficar dentro de casa" conforme relatou, a sua filha precisou ser hospitalizada pois respirou fumaça tóxica: "a Raffa teve uma crise por inalar a fumaça tóxica. Agora pergunto quem vai se responsabilizar" escreveu na rede social. 


Após o controle das chamas, as pessoas observavam o estrago que derreteu parte da rede de esgoto do prédio, atingiu a porta e uma pequena parte do interior do estabelecimento. 

Segundo a Polícia Militar, o rapaz que colocou fogo nos objetos seria funcionário de uma das lojas do Vereador Antonio Carlos Lima Ferreira (Tonho da Loja), que era proprietário do comércio que fechou. Ele esteve no local e conversou com o proprietário do ponto, o senhor conhecido como João do Bar que foi ao local após saber do ocorrido.

@ Nossa Voz - Por Victor Santos / Colaborou Rubenilson Nogueira
Fotos: Victor Santos e Reprodução Redes Sociais

Sem comentários:

Enviar um comentário