quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Falta Identidade, e por isso falta água.

Jegue Pipa bastante utilizado no Nordeste,  "Porque para alguns políticos é melhor caminhar sobre pedras do que beber água potável" 
Acreditamos que os nossos documentos são necessários para todos os tramites social, educacional, e profissional, também podemos levar essas formulas para os campos das entidades públicas. Deparamos que não há identidade própria ainda nessa cidade, ou seja, ainda usam 90% da identidade de Serrinha! As perguntas que necessita das respostas, 14 anos de administração (a completar) não foram suficientes para alavancar alguns os setores dessa cidade? Ou assentar pedras é o único e melhor planejamento! Isso é o que, mas observamos nessa cidade. 

Ainda hoje aprendi que o essencial para o desenvolvimento das famílias são investimentos em politicas de acesso (saúde, educação, água potável), são deixados para o 2ª plano! Quando afirmo (plano), estou usando a relação oficial da administração municipal desta cidade. Está lá registrada que foram disponibilizados valores de R$35.353,39, para execução de obras de pavimentação em paralelepípedos no povoado de Barreira. Ironia do destino, estende mas uma vez o sofrimento dos moradores da mesma comunidade que há décadas implora por ‘’agua potável’’. Isso mostra a incapacidade dos nossos lideres políticos, em não traduzir os sofrimentos das famílias! ‘’Aqui para nós caros conterrâneos, não é difícil entender, esse jogo de cinismo lacônico dos políticos’’. Basta fazer uma simples pesquisa, verás que nenhum desses vive nessas comunidades. ‘’Obs. Que fique bem exposto! Não sou contra nenhum processo de urbanização, porem antes das mesmas, seria necessário concluir a rede hidráulica, que compõem saneamento, assim não desperdiçarás recursos fazendo duas vezes o mesmo serviço, ou é esse o objetivo?’’. Antes que alguns dos mesmos tentem se explicar que não tem recursos, vai uma simples analise, para outros fins desviam os recursos para este não podem, não devem, não querem. 

Talvez seja, mas uma vez aquela máxima se cumprindo, que eles gostam mesmo é ver a população agraciando-os pelo vale caminhão, lembro que no caso da Barreira, já são 13 anos de espera e sofrimento, 8 da primeira gestão e 5 da atual.

Por Cícero Gois
Barroquense ainda vivendo em São Paulo.

Sem comentários:

Enviar um comentário