quinta-feira, 13 de abril de 2017

Barrocas: Distribuição do 'Peixe da Semana Santa' foi marcada por reclamações

Reprodução Facebook Jai de Barrocas
A Prefeitura Municipal de Barrocas manteve a tradição de mais de uma década e distribuiu na manhã desta quinta-feira (13), o peixe da "Semana Santa", segundo o Prefeito José Jailson 12 toneladas de corvina foram entregues na Sede e na Zona Rural do Município.

A distribuição foi coordenada pela Secretaria de Ação Social, e iniciou por volta das 4 horas da manhã. Dias atrás, a cada família foi dada uma senha com ela deveriam receber dois peixes, pelo menos no início da entrega foi assim.

Segundo informações, em determinado momento apenas um peixe começou a ser dado às pessoas. Na sede a distribuição foi suspensa porque não havia mais pescado para serem entregues, nem mesmo para as pessoas que estavam com senhas, algumas teriam voltado para casa sem nada.
Senha de pessoas que não conseguiram receber o peixe
Logo surgiram diversas reclamações, principalmente por parte de moradores da Zona Rural do município. Em São Miguel do Ouricuri a distribuição demorou bastante, segundo moradores, só começou por volta das 10 horas: "Eu fui ficar na fila muito cedo, todos os anos atrasava mais não era tanto assim, demorou muito esse ano e ficou tarde para quem ainda ia limpar todo o peixe e fazer as outras comidas, a distribuição tinha que ter sido cedo igual aos outros anos" reclamou uma moradora. Além da demora, em áudio gravado a senhora disse que havia favorecimento na distribuição: "Tudo escolhido, a gelara ligada ao prefeito tudinho escolhendo os maiores e dando a quem bem eles queriam, os mais pequenos as outras pessoas" lamentou. 
l
Fila de espera em São Miguel do Ouricuri
Em Lagoa da Cruz o senhor João Santos também lamentou o fato de ter recebido apenas um peixe: "Olha eu fui pegar o peixe de minhas duas filhas só me deram um também, o erro tá é aqui na Lagoa da Cruz porque as meninas só pegaram um também, e cade o outro peixe?" questionou.

Diversos áudios surgiram, em um deles, um homem rebate uma mulher que protestou porque recebeu apenas um peixe: "você votou no 15 ou votou no 11, se você votou no 11 só tem direito a  um",  para o homem que não tem vínculo com a prefeitura, a quantidade depende da opção de voto da cidadã, mas ela não concordou: "Não importa em quem eu votei, simplesmente os direitos são iguais, se eu votei pro 15 eu tenho direito de receber 2, se eu votei no 11 eu tinha direito de receber 2 do mesmo jeito" afirmou.

Foto: Reprodução
O prefeito José Jailson esteve acompanhando a distribuição na sede do município, ele compareceu ao Mercado Municipal onde foi fotografado ao lado das pessoas que realizavam o serviço. Apesar das reclamações, houveram algumas manifestações de apoio e agradecimento ao gestor por manter a tradição.

"Na minha opinião as pessoas precisam ter humildade e valorizar as ações que ajuda as pessoas independente de quem seja o representante. Parabenizo o ex gestor Edilson pela iniciativa de fazer a distribuição do peixe na Semana Santa e transformar em tradição, ao ex gestor Almir por dar continuidade e ao atual gestor Jai por prosseguir com essa ação mesmo nas dificuldades que o País está enfrentando. E que eu saiba Barrocas é a única cidade da região que tem esse privilégio" escreveu uma professora.

Sobre as reclamações falamos com o Chefe de Gabinete do Prefeito que informou: "Não houve redução, houve aumento de 9 mil quilos para 12 mil quilos e 2 peixes grandes. A distribuição iniciou às 4 da manhã e o encerramento foi às 08:30. Foram entregues 2 peixes grandes para todos" afirmou Etiel Ramos.

@ Nossa Voz - Da Redação 

Sem comentários:

Enviar um comentário