terça-feira, 18 de abril de 2017

Servidor da Guarda Municipal faz denúncias graves sobre a situação da GCM Barrocas


Na terça-feira dia 11 de abril, aconteceu em Barrocas, um encontro com diversos representantes de Guardas Civis Municipais de cidades da região, o encontro foi promovido pela Associação dos Guardas Municipais do Território do Sisal - AGM. Foi após o evento que um GCM que trabalha em Barrocas decidiu denunciar as condições de trabalho que os agentes estão submetidos no município na atual administração, temendo represálias pediu para não ser identificado.

"Foi aprovado uma lei de criação da Guarda Municipal na gestão passada e o atual gestor além de não cumprir, quer derrubar o projeto" denunciou o GCM, que fez outras revelações.

"Em janeiro fomos convocados para uma reunião com o prefeito, o objetivo foi pedir a nossa compreensão e ajuda para ficar no hospital nos dois primeiros meses da gestão, já que precisava arrumar a casa e estava sem verba para contratar vigilantes para a unidade e para equipar a Guarda Municipal" contou.

O servidor revelou ainda como os GCMs estão atuando no Hospital: "Nós estamos trabalhando com desvios de nossas funções, estamos todos no hospital sendo obrigados a fazer trabalho de recepcionistas fazendo fichas. No hospital só tem recepcionista até às 19h, a partir daí os guardas ficam na recepção fazendo ficha. A única coisa que não fazemos durante o dia é a ficha, porque controlar o acesso para as enfermarias, conduzir pacientes para sala de raio x, necrotério, troca de cilindro e torpedo, fazemos de tudo! Tudo, menos a nossa função. Além disso, estamos com fardamentos velhos de 5 anos atrás, sem sede de apoio e sem viaturas. Estamos em um quarto do hospital que nem banheiro tem pra tomar um banho. Outras necessidades usamos o banheiro que os pacientes usam, correndo um grande risco pra nossa saúde. Inclusive esse nosso quarto não entra na rotina diária de higienização, eles não limpam. Banho a gente toma no banheiro de outros funcionários" denunciou o homem que pediu para não ser identificado: "Você não menciona meu nome pois só porque nós se recusamos a fazer ficha eles nos ameaçou a botar em posto na zona rural" denunciou.

Segundo o GCM, no momento a Guarda não tem comandante nem sub comandante: "Um verdadeiro descaso!" lamentou.

Na semana passada, o JNV falou com o Chefe de Gabinete Etiel Ramos sobre a situação da GCM Barrocas:  "Estamos montando a guarda para funcionar início do mês que vem. Aí já estamos planejando a chefia para nomear" afirmou.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário