terça-feira, 3 de novembro de 2020

Barrocas: Situação dos coletores de lixo não melhorou, talvez até tenha ficado mais complicada durante o período eleitoral

Caçamba é bem mais alta que os caminhões utilizados anteriormente
No Brasil é comum as chamadas obras eleitoreiras, melhorias temporárias nos serviços públicos que até pouco tempo não funcionavam direito, além das ofertas de empregos e tantas outras ações e benefícios disfarçados de programas sociais que tornam o período eleitoral tempo de 'vacas gordas'. A população recebe cestas básicas, cobertores, enxovais e tantos mais, sem falar do que fica 'palavreado', nas chamadas promessas de campanha. No Brasil, tem político que já chega na casa do eleitor perguntando o que precisa, e nesse período eles estão bem dispostos a ajudar .

Enquanto isso em Barrocas, pacata cidade de interior do estado, localizada no Território do Sisal da Bahia, algo não mudou para melhor nem mesmo nesse período eleitoral. Enganou-se quem imaginou que a nova empresa que prestará para a Prefeitura Municipal, o serviço na área de limpeza até dezembro, teria que disponibilizar caminhões compactadores, em substituição dos veículos abertos que recolhiam e transportavam o lixo pelas ruas, tendo a necessidade de um dos coletores ter que ir em cima 'comprimindo' com os próprios pés os volumes que são jogados por aqueles que ficam em baixo.

Mesmo depois do novo contrato no valor de R$379.500,00 (trezentos e setenta e nove mil e quinhentos reais), assinado no dia 2 de outubro com a empresa que venceu o processo, trabalhadores continuam sendo vistos, agora em cima de uma caçamba, enquanto outros arremessam as sacolas. Desta forma os profissionais da limpeza que trabalham na coleta de lixo e no recolhimento do conteúdo das lixeiras, frequentemente estão sendo expostos ao risco.

Foto estampada em matéria do dia 16 de janeiro de 2019

Vale registrar que uma caçamba é bem mais alta que os caminhões que eram utilizados anteriormente, como é possível ver nas imagens acima.

O JNV denuncia o uso de veículos inadequados na coleta de lixa há muito tempo, desde de gestões anteriores (ver aqui).

@ Nossa Voz - Da Redação

Sem comentários:

Publicar um comentário