quarta-feira, 4 de junho de 2014

Barroquense que há anos não tinha contato com a família volta para casa e tem reencontro emocionante com sua mãe.


“Eu estava perdido, não sabia o que era certo, graças a amigos fui tirado disso tudo, eu nunca mais caio nisso”. 

O Barroquense José Dilson Bispo dos Santos, 37 anos, morador do povoado de Barreiras, Zona Rural do município de Barrocas, não mantinha contato com a família a 3 anos, durante esse período sua mãe ficou doente, e mesmo debilitada, chamava pelo filho. 

O caso se tornou público depois de uma postagem feita por familiares no facebook e virou notícia, logo amigos e colegas de trabalho começaram a buscar informações na tentativa de localizar o barroquense.

José Dilson foi localizado por um primo da cidade de Alagoinhas, que ao ficar sabendo do caso partiu a procura do parente, encontrado enquanto trabalhava sendo informado do estado de saúde da mãe. Apoiado por uma mulher com quem convivia o homem decidido voltar a Barrocas, mas para isso contou com a ajuda de um barroquense que está no Rio de Janeiro que mandou o dinheiro para que ele pudesse voltar a cidade natal. José Dilson chegou a Barrocas às 14 horas da terça-feira dia 03.

“Eu estava trabalhando com um carrinho de mão, levando um cimento para chumbar um portão e um primo chamado Djalma me viu e falou que minha mãe estava com problemas e que eu tinha que voltar para ver ela, depois disso minha companheira falou ‘Se você não for ver sua mãe, não vou te perdoar’ então com algumas ajudas voltei”. 

O filho da Dona Maria Bispo dos Santos, contou a nossa equipe que saiu de Barrocas no ano de 2011 com o incentivo de sua mãe, na época ele tinha 34 anos e foi trabalhar em Vitória no Espírito Santo na construção civil pesada na função de carpinteiro. 

Dilson conta que ao partir, prometeu voltar apenas em 2014 para a cidade natal, pois enfrentava problemas na cidade. Nesse tempo ele trabalhou legalmente numa empresa, depois entrou em uma terceirizada (gato), encontrou uma companheira e vivia bem. As dificuldades começaram quando segundo ele a empresa abandou ele e os seus colegas; “Foi num momento difícil, por isso fui vendendo tudo para comprar o que comer, até meu celular com que mantinha contanto acabei vendendo para me alimentar”. 

No reencontrou Dilson contou ;“Eu não tenho palavras, não acreditava que minha mãe estivesse assim, só Deus agora, eu tenho meus filhos e penso muito no amanhã, choro 24 horas, fui muito difícil tudo principalmente quando soube que minha mãe só falava meu nome, minha mãe me mandou ir para o Espírito Santo pois se preocupava comigo, agora voltei e quando eu a vi eu me emocionei e pedi perdão a ela por tudo, agora quero poder criar meus filhos” disse emocionado. 


Sobre se vai viver em Barrocas, o filho da Dona Maria disse; “Eu vou trabalhar nem que seja no motor de sisal” afirmou  com lagrimas nos olhos. Amigos afirmam que José Dilson é um ótimo profissional e vários já o procuraram para oferecer emprego. 

@ Nossa Voz Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário