terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Barrocas: Vereadores Waldir e Eclécio apresentam documentos que comprovam registro de Chapa com nome do petista Gerinaldo.

A polêmica continua...
Vereadores Eclécio e Waldir
Os documentos mostram que a chapa com Gerinaldo figurando como vice foi registrada às 08h30min da manhã da quarta-feira (17), e que foi o próprio vereador que solicitou a retirada do seu nome às 17h45min de mesmo dia, restando apenas 15 minutos para o fim do prazo.

Nesta terça-feira (23) os vereadores José Eclécio (Kekeu) e Waldir Ferreira (Dida) estiveram na Redação do JANV, e entregaram documentos que comprovam a versão por eles defendida e que contradiz o que disse o ex-chefe de Gabinete Eraldo Ferreira em entrevistas recentes na Rádio Regional.

Chapa com o Petista foi Registrada
às 08:30 do dia 17/12
Eraldo afirmou que o Vereador Gerinaldo Moreira (PT) saiu da chapa encabeçada por Waldir Ferreira (PR)  e participou da Chapa liderada pelo Vereador Antônio Carlos (DEM), porque a chapa que continha o nome dele como vice não foi registrada pelo candidato Waldir, e que devido a este fato Gerinaldo se sentiu traído.

Porém os vereadores apresentaram documento (Cópia de Pedido de Registro de Candidatura), que foi protocolado no dia 17 de Dezembro às 08h30min na secretaria da casa. Nesta chapa Gerinaldo aparecia como vice-presidente, conforme havia exigido numa reunião da qual o prefeito José Almir teria participado na tentativa de unir a base. Outro documento mostra que o Petista às 17:45 do mesmo dia, ou seja a apenas 15 minutos para encerrar o horário limite para registro de nova chapa, protocolou um Requerimento solicitando a retirada do seu nome, no mesmo momento foi registrada a chapa tendo como Presidente o vereador Antônio Carlos (DEM), nesta Gerinaldo aparecia como vice.

Requerimento
A esta altura a chapa do Vereador Waldir estava incompleta e assim impossibilitada de disputar a eleição. O vereador Eclécio disse acreditar que seria este o objetivo, impedir que houvesse a candidatura de Waldir. Porém como já existiam dúvidas pelo perfil dos vereadores envolvidos, por segurança, um segundo documento com outra ordem dos nomes estava montado, sendo esse registrado as pressas às 17h49min.

Kekeu disse que sempre teve dúvida quanto ao voto do vereador Dudinha, por isso questionava o colega Waldir que confiante na palavra que lhe foi dada, a todo o momento reforçava sua confiança no homem ao qual já teria votado por duas vezes. Dida por sua vez disse que nunca acreditou na sinceridade do vereador Gerinaldo do PT.

Waldir afirma que o principal motivo que levou o vereador Gerinaldo (PT) a sair da chapa da situação e se juntar ao candidato do DEM, partido formado por políticos historicamente adversários do PT e que ainda faz oposição ao prefeito José Almir, foi por ele Waldir ter se negado a 'brigar' pela continuidade de Gerival Moreira, irmão de Gerinaldo, na Secretária de Saúde. Diante dos pedidos de exoneração partindo dos diversos setores da sociedade, inclusive do Conselho Municipal de Saúde o vereador disse que não poderia assumir esse compromisso; “Ele me chamou na casa dele na quarta-feira (17) pela manhã, quis saber se eu já havia registrado a Chapa, eu disse a ele que sim, então me falou dentre outras coisas, que se quisesse poderia “melar” tudo, mas que pela manutenção da estrutura, votaria em mim, porém queria a minha palavra, a garantia de que eu brigaria para que o irmão dele seguisse na Secretaria, então eu disse que isso não poderia garanti, apesar disso ele não me falou que sairia da chapa, porém em seguida já se reunia com o Vereador Antônio da Loja e Jai na casa do então Chefe de Gabinete do Prefeito Eraldo Ferreira”. Segundo Dida, mesmo depois do suposto acordo ser fechado com a oposição, o Requerimento solicitando a saída de Gerinaldo e o Registro da chapa da oposição não se deu naquele momento, pois; “o objetivo era esperar um horário que não possibilitasse que nós incluíssemos outros nomes no lugar dele, ficando assim fora da eleição para Presidente da Câmara”.

“Não foi só o fato de ter votado contra, foi o que ele tentou fazer com Waldir e com nosso grupo, isso foi demais, inaceitável” declarou o atual presidente José Eclécio.

O próprio Vereador Antônio da Loja, que foi eleito Presidente disse ainda no local da votação que Gerinaldo o havia procurado às 14 horas para montar uma chapa, alegando que estava insatisfeito, mas Eraldo Ferreira disse na Rádio que o grupo liderado por Antônio e Gerival chegou a sua casa próximo do meio dia.

Gerival e Eraldo foram exonerados ou pediram para sair?


Esse é outro ponto cercado de incoerência, pois logo após a exoneração se tornar pública através do Diário Oficial do Município, dois documentos que teriam sido protocolados pelo próprio Prefeito José Almir começaram a circular nas redes sociais, segundo estes, tanto Eraldo como Gerival havia pedido para ser exonerados, porém, não surgiu o mesmo documento tratando da exoneração do Presidente do PT Antônio Mota. Na publicação do Diário Oficial não costa Exoneração a Pedido. O próprio Eraldo em duas entrevistas que concedeu, uma para o radialista José Ribeiro outra para José Ferraz disse que foi demitido da Prefeitura, e se posicionou como vítima de traição e perseguido, sem em nenhum momento citar o documento do suposto pedido de exoneração. Os próprios radialistas lamentaram as exonerações, um deles chegou a dizer que Eraldo havia levado um “chute no traseiro” e tanto ele como o ex-secretário estavam desempregados; Eraldo só disse que não perdeu a Dignidade, e não se defendeu dizendo que havia pedido para sair.

Documento enviado ao Prefeito pelos vereadores
Quanto a este episódio, os vereadores Waldir, Eclécio, José Inácio e Adelson confirmam que partiu deles o pedido de exoneração daqueles que agiram de forma incoerente não só com o grupo político, mas com o eleitor deste referido grupo, inclusive os eleitores que votaram neles e que ocupam cargos na administração municipal. Um documento no qual os quatro assinam também foi divulgado.

Segue Documentos em anexo; (Clique para ampliar)




@ Nossa Voz da Redação

Sem comentários:

Enviar um comentário