sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

A bola não para


Mesmo sem estádio e ginásio de esportes, a bola rola nos campos e campinhos na sede e nos povoados barroquenses.

Os tradicionais babas acontecem nos quatro cantos do município, cada um no seu dia, às vezes mais que uma vez por semana, como acontece no tradicional Barrokão, campo do Fluminense de Barrocas onde a bola rola praticamente todos os dias.

Onde não há campo nem quadra, logo surgem os campinhos de terra batida, com traves de flecha, ou mesmo improvisadas com tijolos ou pedras, seja como for a bola não para.

Com uma Secretaria de Esportes sem estrutura e apoio para fomentar as modalidades existentes no município, dentre estas o futebol, na maioria das vezes são os próprios atletas e dirigentes que fazem a tradicional vaquinha para comprar as bolas.

O futebol é a paixão nacional, talvez por seu baixo custo e envolvimento de muitas pessoas, seja o esporte que supere com mais facilidade a falta de incentivo, mas com certeza os resultados seriam bem melhor se o município oferecesse durante todo o ano apoio para clubes e escolinhas, esse processo até que aconteceu em 2013, porém neste ano após o Campeonato Rural, a bola só continuou rolando graças ao empenho de anônimos que não se cansam de ajudar o esporte barroquense.

@ Nossa Voz Esportes

Sem comentários:

Enviar um comentário