terça-feira, 30 de junho de 2015

Desenhos que destacam a cultura negra, pintados pelo barroquense Itan Cruz, viram estampas da marca Cambuká


Marca Cambuká
Os traços dos desenhos do universitário barroquense Itan Cruz vinham sendo bastante elogiados assim que eram postados em seu perfil no Facebook, percebendo a ótima aceitação ele então resolveu criar uma marca.

Estudante de História na Universidade Federal da Bahia (UFBA), Itan tem talento de sobra, e parece que é também um bom empreendedor, pois percebeu que poderia ir além das postagens no  perfil da rede social com seus desenhos e com ajuda e incentivo de amigos da Bahia e do Rio de Janeiro, como a produtora cultural Monique Rocco, e até de outros países, como é o caso de Greg Thompson do Estado de Nova Jersey começou a produzir estampas para camisas a partir de suas artes que agora tem até marca própria. 

A aceitação é muito grande, assim que começou a divulgar uma amiga escreveu; “Tão orgulhosa de você! O mundo é pequeno pro seu talento e inteligência!”. Comentou. 

O primeiro dia de venda do estudante foi numa noite da segunda-feira. Através de uma fan page, por meio dos comentários o negócio é fechado, o cliente escolhe a peça, o modelo do produto, camisa, camiseta, baby look e etc, cor e por fim o tamanho; “tô fazendo a entrega da primeira remessa” informou sobre as vendas. 

Segundo Itan o que sempre foi um hobby, se transformou em uma forma de ajudar nas despesas do curso universitário na capital baiana. 

Itan começou postando os desenhos
 no Facebook
A ideia de comercializar camisas personalizadas partiu dele e dos amigos espalhados pelo mundo; “eu desenhava e postava aqui no face e no instagram, aí a galera começou a pedir camisas, resolvi levar isso a diante, um rapaz de Nova Jersey, nos EUA me encontrou pelas hashtags no instagram e me sugeriu, uma amiga do Rio, também me fez essa proposta, selamos uma parceria Salvador - Rio - Nova Jersey e estamos trabalhando nessa empreitada política e artística, comigo trabalham Suelen, Mário e Alan” disse. 

Para dar mais força e aumentar a visibilidade dos produtos o próprio desenhista Itan idealizou uma página batizada de ‘Cambuká’ nela traz um pouco do que os desenhos representam para o artista e fala da marca recém lançada, ele deixa claro que não trata-se apenas de arte, ou de um negócio a marca também tem causa; “A fim de politizar pela arte, por meio de estampas envolvendo o feminismo e a negritude, é que a Cambuká se apresenta ao público. Cambucá é um nome popular dado à jabuticaba no nordeste da Bahia, mais precisamente na cidade de Barrocas e região, lugar onde o ilustrador, Itan Cruz, nasceu e cresceu. Inspirada no fruto negro que brota do caule da árvore, a Cambuká pretende, por suas estampas, se tornar fruto dado no tronco forte destes dois movimentos que legitimam pautas sociais importantes. Entre as raízes do movimento negro e do feminismo e suas novas demandas, simbolizadas pelos diversos ramos da jabuticabeira, é que a Cambuká floresce e se oferece como produto artístico, se reconhecendo como veículo político”.

Para adquirir os produtos do artista basta acessar sua fan page clicando aqui, ou entrar em contato diretamente em seu perfil. O valor único da peça fica por R$ 30,00 (trinta reais) para Salvador, Barrocas, Rio de Janeiro e Caxias do Sul, para demais região é cobrado uma taxa de frete.

Lembrem desse nome, Itan Cruz pois esse jovem barroquense vai longe!

@ Nossa Voz - Da Redação Por Victor Santos 

Sem comentários:

Enviar um comentário