quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Primeira e única vereadora eleita desde a emancipação política, retorna a Câmara de Vereadores de Barrocas

Foto: Maria Lucenir
Na historia do município de Barrocas apenas uma mulher conseguiu vencer o pleito eleitoral e assumir uma vaga no legislativo, isso aconteceu a primeira vez na eleição de 2004. 

Desde o ano de 2008 apenas os homens conquistaram votos suficiente para ocupar uma cadeira na Câmara de Vereadores. Maria Lucenir Mota Oliveira, 54 anos, ou na urna, Cenir do Ouricuri não conseguiu na eleição seguinte se reeleger, mas ela retornará ao legislativo em 2017, após 12 anos da primeira posse, desta vez a moradora de São Miguel recebeu 360 votos do eleitorado barroquense. 

Em 2016 houve o maior numero de mulheres disputando o pleito, o fato histórico contou além da candidato eleita, nomes como Ilma de Juvenal (225 votos), Dantinha (124 votos), Didi do Hotel (59 votos), Marley (35 votos), Sofia (18 votos) e demais que não somaram votos suficiente para eleger-se. 

Foto: Arquivo pessoal, posse de Maria Lucenir em 2005
A carreira na política: Na emancipação de Barrocas a barroquense a convite do então ex-prefeito Edilson Ferreira se lançou como candidata a vereadora no pleito de 2000, com serviços prestado a comunidade deu 170 votos a Cenir, que não alcançou a cadeira e foi cotada a assumir a Secretaria de Assistência Social. Continuou com a intenção de lutar pelo povo e em 2004 pelo extinto Partido Social Liberal (PSL) venceu e se tornou a primeira mulher no legislativo de Barrocas com 212 votos.

Com força de vontade e muita dificuldade em ter seus projetos executados, Cenir concluiu seu mandato, chegou ao cargo de 1° Secretária entre 2005 a 2009. No povoado que reside na eleição de 2008, ela e mais dois candidatos concorreram a eleição, Cenir, a mais bem votada com 301 não conseguiu a releição, deixou a câmera, no entanto logo foi convocada para a Secretaria Municipal de Agricultura pelo Prefeito eleito, José Almir. 


Filiada ao PRP em 2012, teve sua campanha prejudicada pela coligação que fez oposição ao prefeito Almir de Maciel, fora dos palanques concorreu obtendo 361 votos, que não foram suficientes para a cadeira. A sua vida politica não se restringiu as eleições, o papel de liderança no Ouricuri e o conhecimento com movimentos sociais a colocaram novamente na pasta da Agricultura. 

O ano de 2016 ficará registrado novamente na história de Barrocas, uma mulher voltará a exercer o papel de vereadora, com 360 votos, 241 nas urnas do povoado do Ouricuri, Maria Lucenir (PP) retorná ao legislativo; "Estou feliz, vou representar principalmente as mulheres mas também os homens desse município com mais empenho, para isto me preparei mais, a Cenir de 2016 não é a mesma de 2004. Agradeço aos eleitores, e a minha equipe de campanha, não posso citar nomes, mas a cada um deixo o meu muito obrigado e vamos a luta!".

Maria Lucenir é casada, mãe de dois filhos, avó de gêmeos e se prestou a acolher e ajudar sem olhar lado político ou condição social. Para ela, ser mulher na politica representa o lado sensível, o cuidado pelas pessoas e a honestidade. Tem em mente diversos projetos, dentre eles citou a implantação e ampliação das creche para as comunidades, fábrica de reciclagem, Academia Comunitária, Escolinhas de Futebol com tempo integral e afirma também lutar para fortalecer as cooperativas e associações comunitária de Barrocas.


@ Nossa Voz - Da Redação por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário