segunda-feira, 9 de julho de 2018

Barrocas: Dona de casa comemora sucesso na venda do licor caseiro

Senhora Landia Andrade com o rótulo do produto.
Estoque zerado! A dona de casa, Landia Andrade, acreditou nas vendas e agora comemora a renda extra que conquistou durante o período junino com a comercialização do tradicional licor caseiro. Moradora da Rua Justino Alves, Landia produziu e revendeu na própria residência a bebida que é considerada por muitos, como indispensável nos festejos juninos.

Nesta segunda-feira (09) Landia Andrade recebeu em sua casa o repórter Victor Santos e contou que neste ano produziu cerca de 400 litros de licor, isso porque imaginava que por conta da crise, as vendas seriam 'mornas'. Mas ficou comprovado que quando o produto tem qualidade não há crise que atrapalhe. O estoque acabou, mas a vendedora revela que ainda há procura pelo produto mesmo após o São João e São Pedro. 

"Este ano vendeu bastante graças a Deus, foi o melhor desde quando comecei" revelou. O licor agrada pela qualidade e o um toque de carinho na hora da produção que foi iniciada em abril, enquanto ela colhia a polpa. Landia comercializa licores de frutas, com variedade de sabores e quantidade, o cliente escolhe entre a garrafa com 1 litro ou com 2 litros, disponíveis nos sabores de Cajá, Tamarindo, Amendoim e Maracujá. 

A geladeira usada para estocar o produto está vazia
O sucesso do negócio se espalhou, e este ano ela recebeu encomendas para a venda durante os dois dias de festa na Praça da Matriz além de propostas para repassar em mercadinhos do centro de Barrocas. Os licores foram comercializados por R$ 7,00 reais o litro. 

Tudo começou graças a uma brincadeira entre amigas, os primeiros litros ela fez para consumirem na fogueira da rua, e com a aprovação, foi convencida que se fizesse pra vender, teria uma renda extra. Três anos após, ela contou ao JANV que anotado foram contabilizados mais de 400 litros vendidos, isso fora aqueles que ela 'perdeu' as contas durante os  meses que antecedem os festejos, assim os números podem chegar nos 500 litros comercializados. 
@ Nossa Voz - Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário